Notícias TJPE Notícias TJPE

Voltar

2ª Vice-Presidência realiza primeira reunião por meio da plataforma de videoconferência do CNJ

Agilização processual e maior integração entre os membros do Judiciário para facilitar o trabalho desenvolvido. São os resultados do uso da plataforma de videoconferência disponibilizada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a Cisco Webex, no Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), durante o período da pandemia pelo novo Coronavírus (Covid -19). Com o objetivo de promover uma operacionalização ainda maior de suas atividades, o gabinete do 2º vice-presidente, desembargador Cândido Saraiva, realizou a primeira reunião utilizando a ferramenta virtual, nessa quarta-feira (20/5), entre 23 integrantes do setor e do Núcleo de Gestão de Precedentes (Nugep).

O encontro foi coordenado pelo assessor especial da 2ª Vice-Presidência, juiz Isaías Lins, e pelo secretário-geral do gabinete, Vladimir Almeida. Na reunião, foram discutidos temas jurídicos e administrativos de interesse do gabinete e do jurisdicionado, a exemplo de recentes recursos repetitivos e de repercussão geral julgados pelos tribunais superiores, bem como a uniformização de procedimentos. O encontro também serviu para possibilitar uma maior integração dos servidores durante o período de suspensão do trabalho presencial, sendo definidas novas reuniões periódicas.

Segundo o secretário-geral do gabinete, Vladimir Almeida, ainda que os aplicativos de mensagens permitam interação diária entre os membros do gabinete, o contato visual e a comunicação em tempo real neste período de isolamento são muito importantes para uma maior aproximação. “A nossa intenção é a de realizar reuniões semanais enquanto o trabalho presencial estiver suspenso. A plataforma está disponível gratuitamente e pode ser utilizada pelas unidades interessadas sem maiores dificuldades”, pontuou.

Início - A plataforma de videoconferência, Cisco Webex, disponibilizada pelo CNJ, começou a ser usada nas Câmaras Cíveis e Criminais do TJPE a partir do dia 4 de maio. Por meio da modalidade virtual foi possível a participação dos integrantes do Judiciário, Ministério Público (MPPE), Defensoria Pública (DPPE) e advogados, que puderam realizar suas sustentações orais durante as sessões. A forma remota passou a ser usada também para a realização de videoconferências entre os integrantes do Judiciário para o desenvolvimento do trabalho administrativo e processual dos gabinetes e unidades judiciárias.

...................................................................................................
Texto: Ivone Veloso  |  Ascom TJPE
Imagem: Cortesia