Últimas Notícias em destaque

Voltar

CAP/TJPE inscreve para seminário e fóruns no Dia Internacional de Combate à Alienação Parental

 
Fóruns que discutirão o tema acontecerão nos dias 25 e 26 deste mês de abril, enquanto seminário está marcado para o dia 29. As inscrições são feitas online
 
 
No Dia Internacional de Combate à Alienação Parental, em 25 de abril, o Centro de Apoio Psicossocial do Tribunal de Justiça de Pernambuco (CAP/TJPE) dá início a promoção de fórum e seminário para debater o tema. A abertura da série de eventos acontece no auditório, no 2º andar do Fórum Desembargador Rodolfo Aureliano, na Ilha Joana Bezerra, com a realização do Fórum de Combate à Alienação Parental, às 14h. Na ocasião estarão presentes o desembargador Eduardo Sertório, vice-diretor da Escola Judicial, e a equipe de profissionais do CAP/TJPE. As inscrições para as iniciativas estão abertas.
 
Os interessados em participar do fórum podem se inscrever, gratuitamente, no site do evento, pelo link http://even.tc/forum-de-combate-a-alienacao-p. As atividades para abordar o tema continuam no dia 26 de abril, com a promoção do fórum na Faculdade de Ciências Humanas de Olinda, a partir das 14h. A inscrição para a iniciativa, na unidade de ensino superior, pode ser realizada por meio do e-mail nepe.facho@gmail.com.Finalizando a série de eventos, o CAP promove, no dia 29 de abril, o Seminário sobre Conscientização e Combate à Alienação Parental, a partir das 9h. Para participar do seminário, o público pode se inscrever através do link http://even.tc/seminário-sobre-conscientizacao- e -combate-a-alienacao-p. 
 
Segundo a chefe geral do CAP, psicóloga Helena Ribeiro, o tema será abordado por meio da exibição de um documentário, com depoimentos de famílias que vivenciaram a alienação parental, e também através de debates. "A ideia é divulgar o conceito de alienação parental, e as repercussões negativas na vida do alienado, que vão desde a depressão até a prática do suicídio. Vejo que é um problema que só tem aumentado ao longo dos anos nas Varas de Família e Registro Civil da Capital. Precisamos coibir essa prática", observa.  
 
Conceito – De acordo a Lei 12.318/2010, a "Síndrome da Alienação Parental" é definida, em seu artigo 2º, como a interferência na formação psicológica da criança ou do adolescente promovida ou induzida por um dos genitores, pelos avós ou pelos que tenham a criança ou adolescente sob a sua autoridade, guarda ou vigilância, para que repudiem genitor – ou se cause prejuízo ao estabelecimento ou à manutenção de vínculos da criança ou adolescente com esse genitor. As formas de punição deste crime, tipificado na Lei 12.318/2010, vão desde advertência e pagamento de multa até a reversão da guarda da criança ou do adolescente.
 
CAP – O Centro de Apoio Psicossocial funciona desde 1992. Vinculada administrativamente ao TJPE desde 1998, a unidade presta assistência para as 12 Varas de Família e Registro Civil da Capital. Uma equipe do centro composta por 17 psicólogos e dez assistentes sociais realiza um estudo e emite parecer sobre os processos que abordam conflitos de alienação parental. O grupo também realiza palestras sobre o assunto em instituições de ensino, órgãos públicos e comunidades.
 
Serviço:
 
Dia 25 de abril
 
Evento: Fórum de Combate à Alienação Parental
Local: Fórum Desembargador Rodolfo Aureliano
 
Programação:
14h - Acolhimento
14h30 - Abertura: Desembargador Eduardo Sertório
 Helena Ribeiro - Chefe Geral do CAP/TJPE
 Quitéria Lustosa - Chefe do Núcleo Técnico do CAP/TJPE
 Ednalda Barbosa - Assistente Social do CAP/TJPE
15h30 - Apresentação de vídeo/documentário
16h– Debate
 
Dia 26 de abril
 
Evento: Fórum de Combate à Alienação Parental
Local: Faculdade de Ciências Humanas de Olinda
 
Programação:
14h - Acolhimento
14h30 - Abertura: Helena Ribeiro - Chefe Geral do CAP/TJPE
Nathália Della Santa - Psicóloga  do CAP/TJPE
 Ednalda Barbosa - Assistente Social do CAP/TJPE
15h30 - Apresentação de vídeo/documentário
16h – Debate
 
Dia 29 de abril
 
Evento: Seminário sobre Conscientização e Combate à Alienação Parental
Local: Faculdade Estácio do Recife
 
Programação:
9h- Acolhimento
9h30-Abertura: Helena Ribeiro - Chefe Geral do CAP/TJPE
Lara Brasileiro e Bárbara Monte - Psicólogas  do CAP/TJPE
Ednalda Barbosa - Assistente Social do CAP/TJPE
10h30h - Apresentação de vídeo/documentário
11h - Debate 
 
..........................................................................................................
 
Texto: Ivone Veloso | Ascom TJPE
 
Foto: Getty Images
 
 
Data de publicação: 11/4/2016