Publicador de conteúdo

Retornar para página inteira
Voltar

Comissão de Monitoramento e Fiscalização¿ ¿do Sistema Carcerário avalia Varas Criminais

Em reunião, nesta segunda-feira (30), o presidente do TJPE, desembargador Leopoldo Raposo, reuniu-se com a Comissão de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário, e ¿analisou o estudo feito pela Corregedoria-Geral de Justiça sobre Varas Criminais. A pesquisa mostrou um recorte metodológico com as comarcas de 1ª e de 2ª entrâncias, apresentando sugestões para melhoria da prestação jurisdicional.
 
Estiveram presentes, o corregedor-geral do TJPE, desembargador Antônio de Melo e Lima; o gestor do Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário (GMF), desembargador Mauro Alencar; o juiz da execução penal Roberto Bivar e os juízes auxiliares da Presidência e da Corregedoria-Geral de Justiça, além do secretário de Gestão de Pessoas, Marcel Lima.
 
De acordo com o juiz Eduardo Guilliod, algumas comarcas podem diminuir seu acervo com um mutirão, promovido pela Presidência e pela Corregedoria; outras podem ser atendidas com Consultoria de Gestão, que envolve a Secretaria de Gestão de Pessoas do TJPE.
 
Mutirões - Há uma semana, o presidente do TJPE, desembargador Leopoldo Raposo, instituiu dois mutirões para julgamentos de processos de réus presos, em tramitação nas Comarcas da Capital e Região Metropolitana e de Caruaru e Região Agreste, que estão ¿conclusos para sentença. Os julgamentos começaram dia 26  e foram designados 17 juízes para as duas Centrais de Agilização Processual.
 
...........................................................................
Texto: Andréa Pessoa | Ascom-TJPE
Foto: Assis Lima  | Ascom-TJPE