Notícias

Voltar

Concurso TJPE: pedido de isenção de taxa até esta quarta-feira (26/7)

Termina nesta quarta-feira (26/7), o período para quem deseja solicitar isenção do pagamento de taxa de inscrição referente ao concurso para o provimento do cargo de servidor público do Poder Judiciário de Pernambuco. A solicitação pode ser feita no site www.ibfc.org.br até as 23h59 considerado o horário de Brasília (DF). Para requerer a isenção, o candidato deve estar inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).
 
No Formulário de Requerimento de Isenção do Valor da Inscrição, disponível no site da organizadora do certame, devem ser informados os seguintes dados do requerente: Número de Identificação Social (NIS), nome completo e sem abreviações, data de nascimento, sexo, número e data de emissão do documento de identidade, número do Cadastro de Pessoa Física (CPF) e nome da mãe. O resultado da análise do requerimento está previsto para ser divulgado em 1º de agosto.
 
Após a divulgação do resultado, quem não tiver a solicitação aprovada ainda pode fazer a inscrição no concurso do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) e realizar o pagamento da taxa, que custa R$55,00 para os cargos de nível médio e R$63,00 para os de superior. As inscrições seguem até 24 de agosto, com quitação do boleto permitida até o dia 25. No total, são oferecidas 109 vagas para diferentes formações, além de cadastro de reserva. O certame terá validade de dois anos a partir da publicação da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado por igual período.
 
O edital prevê funções para quem possui certificados de ensino médio ou médio técnico em Informática, Rede de Computadores, Manutenção e Suporte em Informática, Sistemas de Computação, Telecomunicações ou Sistema de Transmissão. Para ensino superior, em qualquer área ou nas especificas de Direito, Serviço Social, Pedagogia, Psicologia, Contabilidade, Informática e engenharias Física ou Mecânica com pós-graduação na área de Informática. Os vencimentos variam de R$4.222,45 (médio) a R$5.502,12 (superior).
 
Das vagas ofertadas, 60 são para técnicos de nível médio e 49 para analistas de nível superior. Conforme a legislação, 5% (cinco por cento) delas serão destinadas a pessoas com deficiência e 20% (vinte por cento) para negras. Previstas para 15 de outubro, as provas objetiva de múltipla escolha e discursiva para os cargos de técnico judiciário e oficial de justiça serão realizadas em turno distinto às do cargo de analista judiciário. Ou seja, respeitadas as determinações do edital e com inscrições confirmadas, um candidato poderá concorrer a até dois cargos, pois realizará as provas para técnico e analista ou oficial e analista em horários diferentes.
 
A prova objetiva de múltipla escolha terá 50 questões com caráter eliminatório e classificatório. Serão 25 perguntas de conhecimentos gerais – língua portuguesa, raciocínio lógico e legislação – e 25 de conhecimentos específicos de acordo com cada área. Será considerado aprovado na objetiva o candidato que alcançar no mínimo metade do total de pontos da prova, sem zerar nenhuma das disciplinas.
 
Com relação às discursivas, serão corrigidos os textos até a classificação correspondente a cem vezes o número de vagas por cargo/função/polo de acordo com o resultado da objetiva. No caso de cadastro de reserva, serão corrigidas cem provas discursivas. O candidato que não obtiver 60% do total de pontos da redação será eliminado. A duração das provas – objetiva e discursiva – para cada cargo será de quatro horas, incluindo tempo para leitura de instruções, coleta de digitais e preenchimento das folhas de resposta.
 
Por se tratar de certame regionalizado, o exame deverá ser realizado na cidade/polo onde o candidato estiver concorrendo à vaga. São 15 polos distribuídos por todo o Estado, da Região Metropolitana até o Sertão. As provas serão realizadas em: Recife (polos 1 e 2), Jaboatão dos Guararapes (3), Garanhuns (4), Vitória de Santo Antão (5), Carpina (6), Limoeiro (7), Caruaru (8 e 9), Garanhuns (10), Arcoverde (11), Serra Talhada (12), Salgueiro (13), Araripina (14) e Petrolina (15).
 
Orientações - Desde o anúncio das inscrições, o TJPE promove no site da instituição, nas redes sociais e demais canais de comunicação do Tribunal  uma série de postagens temáticas com orientações voltadas ao concurso público. Nesse período, são disponibilizados vídeos especiais, reportagens e explicações sobre o procedimento para realização da inscrição; o conteúdo programático da prova objetiva; as atribuições e especificidades dos cargos: oficial de justiça, analista judiciário e técnico judiciário; as vagas destinadas às pessoas com deficiências e para pessoas negras; e as demais etapas do cronograma do concurso.

Cotas

Correção de provas discursivas e preenchimento de vagas



Noções de Direito Tributário

......................................................................................................
Texto: Francisco Shimada | Ascom TJPE