Publicador de conteúdo Publicador de conteúdo

Retornar para página inteira
Voltar

Desembargadora Daisy Andrade assume Coordenadoria da Mulher do TJPE

 
Desembargadora Daisy Andrade, que foi recém designada pelo presidente Leopoldo Raposo para a Comissão de Acesso à Justiça e Cidadania junto com os desembargadores Alexandre Assunção e Odilon de Oliveira Neto, também estará à frente da Coordenadoria Estadual da Mulher até fevereiro de 2018
 
 
A desembargadora Daisy Maria de Andrade Costa Pereira é a nova presidente da Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE). O chefe do Poder Judiciário Estadual, desembargador Leopoldo Raposo, designou a magistrada por meio do Ato nº 311, de 8 de março de 2016, data que marca o Dia Internacional da Mulher. Ela sucede o desembargador Jones Figueirêdo, coordenador no biênio 2014/2015. O ato está publicado no Diário de Justiça Eletrônico desta quinta-feira (10/3).
 
Órgão colegiado permanente de assessoria à presidência do TJPE, a Coordenadoria Estadual da Mulher tem entre suas atribuições elaborar sugestões para aprimorar a estrutura do Judiciário no combate e prevenção à violência doméstica e familiar contra as mulheres. Deve, também, promover articulação do Poder Judiciário com outros órgãos governamentais e não-governamentais, além de colaborar para a formação de magistrados e servidores nesse campo de atuação.
 
Durante a gestão na coordenadoria, que prossegue até fevereiro de 2018, a desembargadora Daisy Maria de Andrade Costa Pereira planeja fortalecer as relações com as demais instituições que integram a rede de apoio e proteção à mulher no Estado. "Estabeleceremos um diálogo bem acentuado com todos os atores que direta ou indiretamente atuam no enfrentamento da Violência contra a Mulher, dentre os quais, além das magistradas e magistrados de todo o Estado, o Ministério Público, a Defensoria Pública, as Secretarias da Mulher (Estadual e Municipais), as delegacias, a sociedade civil organizada e universidades", assegura.
 
...................................................................................................
 
Texto: Cláudia Vasconcelos | Ascom TJPE
 
Foto: Anderson Freitas | Agência Rodrigo Moreira
 
Data de publicação: 10/3/2016