Notícia Destaque

Voltar

Eduardo Paurá é empossado presidente do IMB em Pernambuco

 
Desembargador do TJPE Eduardo Paurá ficará no cargo durante dois anos
 
O desembargador Eduardo Paurá é o mais novo presidente regional do Instituto dos Magistrados do Brasil (IMB) em Pernambuco. Paurá tomou posse na última quinta-feira (9), na sede nacional do IMB, no Rio de Janeiro. Entidade sociocultural, o Instituto está presente em todo o País, com a missão de difundir a cultura e pesquisas jurídicas e fortalecer a carreira da magistratura. O magistrado ficará no cargo até 2018.
 
"Fico feliz por ter o meu nome lembrado pela diretoria do IMB. Não poderia ser diferente. Estou associado ao Instituto já há algumas décadas e tenho ciência do importante papel que ele desempenha, principalmente no tocante à divulgação da cultura jurídica. Destaco a qualidade das revistas produzidas, entre outros veículos informativos", apontou Paurá, que também é 1º secretário da Associação Nacional de Desembargadores (Andes).
 
O presidente nacional do IMB, o desembargador carioca Roberto Guimarães, deu posse a Eduardo Paurá. O magistrado afirmou a excelente escolha para a representação em Pernambuco, lembrando que o nome do desembargador Paurá foi indicado pelo diretor de Integração Judiciária, juiz auditor Edmundo Franca, e logo foi aceito.
 
Aos magistrados, Paurá deixou a mensagem de maior unidade para o fortalecimento da classe. "Sobretudo neste momento, em que tantas nuvens negras pairam sobre o País. Há uma esperança de uma contribuição cada vez maior do Judiciário brasileiro, que tem cumprido com suas tradições de honradez e bravura, em busca de soluções enérgicas e eficazes para o futuro do Brasil. Minha palavra não poderia ser outra senão de união e de apoio a todos os órgãos do Judiciário, para que obtenham, cada vez mais, credibilidade e confiança do povo", reforçou.
 
A diretoria nacional do IMB prestigiou a posse de Eduardo Paurá. Entre os presentes, os desembargadores Roberto de Souza Côrtes (1º secretário adjunto), Fabio Dutra (1º tesoureiro) e Roberto Luís Felinto de Oliveira (relações interestaduais), e o juiz Edmundo Franca, acompanhado pelo delegado militar Agostinho Campos. Também compareceu o desembargador Fernando Fernandy (TJRJ), diretor da Andes.
 
...........................................................
Texto: Ascom CGJ |  TJPE
Foto: Assis Lima |  Ascom TJPE