Notícia Destaque

Voltar

Garanhuns com atividades pelos dez anos da Lei Maria da Penha

Mesa de abertura do evento, formada por mulheres umas ao lado das outras
Evento, em Garanhuns, contou com a presença de magistradas do TJPE e representantes de outras instituições
 
Dentro das ações pelos dez anos da Lei Maria da Penha (Lei 11.340/2006), a Comarca de Garanhuns recebeu palestra e mesa-redonda sobre a violência de gênero e as ferramentas jurídicas para combatê-la. O encontro aconteceu em 12 de agosto no auditório da Autarquia do Ensino Superior de Garanhuns (Aesga). Até o fim do mês, novas atividades serão realizadas. Confira a programação AQUI.
 
Os eventos em Garanhuns também visam à V Semana Nacional Justiça pela Paz em Casa, que teve início na segunda-feira (15/8) e segue até a sexta (19/8). A ação, de iniciativa do Supremo Tribunal Federal (STF), prioriza a realização de audiências e o julgamento de processos em que mulheres são vítimas de violência em todo o Brasil. De acordo a juíza da 1ª Vara Criminal de Garanhuns, órgão competente para tramitação desse tipo de processo na Comarca, Pollyanna Pirauá Cotrim, 36 audiências nesse sentido mobilizarão a 1ª e a 2ª Vara Criminal da Comarca.
 
"Aqui em Garanhuns, nós criamos a Câmara Técnica contra a Violência de Gênero, que está conseguindo obter bons resultados no acompanhamento da vítima de violência doméstica. Porém, nosso objetivo é a instalação de uma Vara Especializada para processar e julgar crimes de violência doméstica em Garanhuns para melhorar ainda mais esse atendimento. Destacamos que o apoio da desembargadora Daisy Andrade tem sido fundamental para alcançarmos bons resultados", afirma a magistrada Pollyana Pirauá. A Câmara Técnica é composta pelo Poder Judiciário, pela Secretaria Municipal da Mulher, pelo Ministério Público, pela Delegacia da Mulher, pela Polícia Militar e pela Central de Apoio às Medidas e Penas Alternativas.
 
Plateia em auditório lotado assiste à palestra sobre violência contra a mulher
Público lotou auditório da Aesga para participar de debate sobre enfrentamento à violência contra a mulher
 
Debate – O encontro na Aesga teve início com as observações da juíza da 2ª Vara da Violência Familiar e Doméstica contra a Mulher da Capital (VVDFM), Marylúsia Feitosa, que apresentou a palestra "Avanços e Conquistas nos Dez Anos da Lei Maria da Penha". Na sequência, a coordenadora Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), desembargadora Daisy Andrade; a juíza Pollyanna Pirauá Cotrim; a delegada da Mulher, Débora Bandeira; a presidente da Comissão da Mulher Advogada da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Pernambuco / Subseccional Garanhuns, Rosário Sarduy; e a secretária da Mulher de Garanhuns, Eliane Vilar, também abordaram o tema. 
 
"Este momento é especial por celebramos dez anos de uma lei que veio criminalizar e visibilizar um crime que acontecia entre as paredes do lar, onde deveríamos ter proteção e não dores. Tivemos muitos avanços, com as medidas protetivas, as casas de apoio que abrigam mulheres vítimas de violência, as delegacias e as varas especializadas e a lei do feminicídio. Uma lei preventiva e punitiva vem propiciar apoio, acolhimento e reparação para as mulheres vítimas de violência. Ainda temos que avançar um pouco mais, porém foi uma grande conquista", destaca a secretária Eliane Vilar.
 
Notícia relacionada
 
 
 
...............................................................................
Texto: Izabela Raposo e Francisco Shimada
Foto: Equipe organizadora do encontro