Publicador de conteúdo

Retornar para página inteira
Voltar

Julgamentos do PJe no 2º Grau têm prosseguimento em sessão da 3ª Câmara Cível

Desembargadores Eduardo Sertório, Bartolomeu Bueno e Itabira de Brito são os componentes da 3ª Câmara

A expansão do Processo Judicial eletrônico (PJe), no 2º Grau de Jurisdição da Capital, teve continuidade com o julgamento de processos virtuais da 3ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE). A sessão ordinária, que aconteceu na tarde desta quinta-feira (9/2), no Palácio da Justiça, teve ações de relatoria dos desembargadores Bartolomeu Bueno, Eduardo Sertório e Itabira de Brito, componentes da Câmara.

Durante a sessão, foram julgadas 34 ações que tramitam eletronicamente, sendo 28 recursos de apelação e seis agravos de instrumento. Apenas um dos julgamentos foi adiado regimentalmente a pedido do relator. Confira mais fotos no Flickr do Judiciário pernambucano.
 
De acordo com o presidente da 3ª Câmara Cível, desembargador Bartolomeu Bueno, o início da utilização do PJe nas sessões ordinárias traz avanços importantes. “Significa agilidade e maior eficácia do Poder Judiciário e, sobretudo, a melhoria do atendimento das demandas sociais no sentido de uma justiça expedita, rápida, eficaz e, acima de tudo, com qualidade”, enfatizou.
 
Os julgamentos puderam ser iniciados após períodos de treinamento e adaptação e tiveram apoio técnico de servidores da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação (Setic). O PJe 2º Grau teve início, nas Câmaras Cíveis, em novembro de 2016. O primeiro órgão colegiado do Estado a julgar processos eletrônicos do 2º Grau foi a Câmara Regional de Caruaru, no Agreste pernambucano.

Notícia relacionada

Sessão ordinária dá início a julgamentos do PJe 2º Grau na Capital

..............................................................................................
Texto: Amanda Machado | Ascom TJPE
Fotos: Francisco Shimada | Ascom TJPE