Publicador de conteúdo

Retornar para página inteira
Voltar

Magistrados Luiz Carlos Figueiredo e Alexandre Freire Pimentel tomam posse no TRE-PE

Dispositivo de honra do evento, com magistrados e demais autoridadesDispositovo de Honra de cerimônia de posse de novos desembargadores eleitorais

A posse do desembargador Luiz Carlos de Barros Figueiredo e do juiz Alexandre Freire Pimentel na Corte do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE), para o próximo biênio (2017/2018), ocorreu em 7 de dezembro. A solenidade aconteceu na Sala de Sessões do TRE, no Recife, com a presença de magistrados, servidores, amigos e familiares dos novos desembargadores eleitorais. O presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), desembargador Leopoldo Raposo, prestigiou o evento. Confira mais fotos no Flickr do Judiciário estadual.

Público assistindo à posseDiversas autoridades, magistrado, servidores, amigos e familiares prestigiaram a solenidade

O corregedor eleitoral Henrique Dias fez a saudação dos colegas, enfatizando a relevância dos dois magistrados no mundo jurídico e a vocação que têm para a docência também. “É como muito orgulho que recebemos esses dois profissionais como novos colegas. São pessoas que se destacam em tudo que fazem. Esta Casa hoje ganhou muito com essa posse e hoje é um momento realmente de celebração para todos nós”, afirmou.

Em seu discurso de posse, o desembargador Luiz Carlos Figueiredo agradeceu à família e aos amigos presentes pelo apoio e falou da expectativa ao assumir o novo cargo. “Prestarei obediência e respeito ao eleitor pernambucano. A vontade do povo é soberana e tem que ser respeitada. Espero aprender muito na Justiça Eleitoral e serei um aluno atento ao trabalho dos meus colegas. Vou me dedicar com afinco como em todas as funções que exerci no Direito”, disse.

Desembargadores Leopoldo Raposo e Luiz CarlosDesembargadores Leopoldo Raposo e Luiz Carlos Figueiredo

O juiz Alexandre Freire revelou estar muito motivado também para ingressar na Corte do TRE. “Minha expectativa é a melhor possível. Já fui juiz da propaganda eleitoral, sou diretor da Escola Judicial Eleitoral e tenho muita admiração pelo trabalho desenvolvido aqui, pautado pela ética e compromisso com a população”, afirmou.

O presidente do TRE-PE, Antônio Carlos Alves da Silva, afirmou que além de se destacarem pela competência no trabalho, os magistrados Luiz Carlos e Alexandre Pimentel são conhecidos pelos princípios de ética e honestidade. “São pessoas pautadas pela verdade e pelo comprometimento com o próximo. Admiro muito os dois e o nosso trabalho fica ainda mais completo a partir de hoje”, observou.

Desembargadores eleitorais Alexandre Freire, Antônio Carlos e Luiz Carlos FigueiredoDesembargadores eleitorais Alexandre Freire, Antônio Carlos e Luiz Carlos Figueiredo

Eleição – Os dois magistrados foram eleitos em sessão no Salão do Pleno do TJPE na qual o desembargador Luiz Carlos de Barros Figueiredo obteve 37 votos e o juiz Alexandre Freire Pimentel, 38. As vagas de desembargador e do juiz surgiram no TRE-PE em virtude do término do mandato do desembargador Alberto Nogueira Virgínio, que ocorreu no dia 11 de setembro, e do desembargador eleitoral Paulo Victor Vasconcelos de Almeida, no dia 16 de setembro.

Carreiras – O desembargador Luiz Carlos de Barros Figueiredo é bacharel em Direito pela Universidade Católica de Pernambuco, foi advogado militante até o ingresso na magistratura e juiz de Direito. No Recife, tornou-se juiz titular da 2ª Vara da Infância e da Juventude. Pós-graduado, com especialização em Direito Público e Privado pela Faculdade de Direito do Recife, é autor de vários livros e artigos publicados. Tornou-se desembargador do Tribunal de Justiça de Pernambuco no ano de 2005 e preside a 3ª Câmara de Direito Público.

O juiz Alexandre Freire Pimentel é mestre e doutor em Direito pela Universidade Federal de Pernambuco. Foi promotor de Justiça do Estado de Pernambuco. Atualmente, é professor adjunto de direito processual civil (graduação, especialização e mestrado) da Universidade Católica de Pernambuco e professor adjunto da Universidade Federal de Pernambuco. Desde dezembro de 1992 exerce a função de juiz de direito do TJPE.
...........................................................................................
Texto: Ivone Veloso | Ascom TJPE
Foto: Alesson Freitas | Agência Rodrigo Moreira