Notícias

Voltar

Memorial da Justiça participa de reunião do Fórum Permanente de Museus Acessíveis

 
Encontro reuniu representantes de espaços públicos que fomentam a cultura e memória no Recife
 
 
O Fórum Permanente de Museus Acessíveis, que congrega instituições, entidades e pessoas interessadas na questão da acessibilidade em espaços de uso público que trabalham com cultura e memória no Recife, teve sua segunda reunião na última sexta-feira (8/1), no Paço do Frevo. 
 
A reunião contou com representantes do Memorial da Justiça do Tribunal de Justiça de Pernambuco, do Núcleo de Sustentabilidade da 2ª Vice-Presidência do Tribunal, do Paço do Frevo, do Cais do Sertão, do Núcleo de Acessibilidade da UFPE, da Comissão de Cultura e Memória do TRE-PE, da Associação Pernambucana de Cegos (APEC), da Associação de Amigos do Autista (AMA) e da Secretaria de Mobilidade e Controle Urbano da Prefeitura do Recife, incluindo profissionais de seu Núcleo de Acessibilidade. Também estavam presentes Laís Castro, que trabalha com artes visuais e com áudio-descrição, e Amélia Rabelo, do Museu do Barro de Caruaru, que estava representando a Fundarpe.
 
Houve apresentação e discussão da proposta de curso formulada pelo professor Ernani Ribeiro, da UFPE. A capacitação tratará de acessibilidade e inclusão, trazendo encontros que abordarão a Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS), a áudio-descrição e o trabalho com pessoas portadoras do transtorno do espectro autista (TEA), entre outros tópicos sobre a pessoa com deficiência e necessidades específicas. No primeiro semestre de 2016, o curso será oferecido a profissionais de instituições culturais, voltando a acontecer no segundo semestre, dessa vez para o público em geral.
 
Os participantes do Fórum levantaram algumas questões para debate: a acessibilidade nas ruas do Recife, a falta de instrumentos para viabilizar a aplicação da legislação já existente, a necessidade de mudar uma visão das medidas de acessibilidade como sendo "gentilezas" ou "caridade". Esses temas e vários outros deverão ser aprofundados no I Encontro Estadual de Museus Acessíveis, que o Fórum promoverá no segundo semestre de 2016. 
 
A próxima reunião acontecerá em 1º de março. Nela, será apresentado o projeto final do curso e haverá a primeira discussão do regimento do Fórum.
 
..........................................................................................................................................
 
Texto: Anna Santoro | Memorial da Justiça de Pernambuco