Notícias

Voltar

Mês da Adoção com ações nas comarcas de Petrolina, Paulista e Olinda

Nesta quinta-feira (25/5), Dia Nacional da Adoção, juiz e servidores da Vara da Infância e Juventude da Comarca de Petrolina, no Sertão de Pernambuco, distribuíram folhetos e prestaram informações sobre adoção e apadrinhamento de crianças e adolescentes. O stand, instalado no River Shopping, funciona até as 22h para atendimento.

O público tirou dúvidas sobre o cadastro de adoção, além de receber informações sobre os procedimentos para entrega de criança para colocação em família substituta. Também serão prestados esclarecimentos sobre o Programa de Apadrinhamento, o qual prevê que cidadãos, empresas e entidades apadrinhem afetivamente, prestem serviços ou forneçam auxílio financeiro a crianças e jovens que vivem em instituições de acolhimento.

Em Petrolina, 51 pretendentes encontram-se habilitados no Cadastro Nacional de Adoção (CNA). Atualmente, existem 44 crianças e adolescentes abrigados em centro de acolhimento na cidade, sendo que nenhum deles encontra-se disponível para a adoção até o momento, mas podem ser apadrinhados.

Comarca do Paulista

Projetos desenvolvidos pela Infância e Juventude, do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), serão apresentados durante evento promovido pelo Grupo de Apoio à Adoção do Paulista (GAAP). O encontro é aberto ao público e acontece no próximo sábado (27/5), das 15h às 17h, no auditório do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), localizado na Avenida Senador Salgado Filho, s/n, centro do Paulista. O coordenador da Infância e Juventude (CIJ), desembargador Luiz Carlos Figueiredo, e a psicóloga jurídica da Comissão Estadual Jurídica de Adoção (Ceja),Tereza Figueiredo, falarão de ações como o Projeto Acolher, Conhecer Virtual, Projeto de Apadrinhamento, além de alguns aspectos sobre a Lei Nacional de Adoção.

Para Tereza Figueiredo, a demonstração do trabalho desenvolvido pelo Judiciário ajuda as pessoas a entender melhor como funciona o processo de adoção. “Geralmente quem se habilita no Cadastro Nacional de Adoção (CNA), ou se interessa pelo assunto, possui muitas dúvidas. Questões como a posição e o andamento da fila de adoção, como funciona o estágio de convivência e porque há crianças nos abrigos e muitos ainda continuam esperando são comuns. Então, esse encontro vai possibilitar que os pretendentes e demais pessoas conheçam como o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e o Judiciário estadual têm trabalhado para que as adoções sejam realizadas com mais agilidade”, explica Tereza.

O GAAP possui, atualmente, cerca de 30 membros do município do Paulista, Região Metropolitana do Recife, e de Nazaré da Mata, na Mata Norte do estado. Embora a maioria seja de pretendentes à adoção, também participam do grupo pais adotivos e biológicos, estudantes de Direito, psicólogos voluntários e integrantes de famílias que estão no CNA. Márcio Francisco dos Santos, um dos coordenadores do GAAP, fala sobre a importância da troca de informações entre o Poder Público e a população. “As pessoas vão poder ter uma ideia de quanto tempo um processo de adoção demora e como estão sendo cuidados os futuros filhos deles. Será um espaço de debates e esclarecimentos”, afirma.

Mostra sobre adoção no Fórum de Olinda

O Grupo de Estudo e Apoio à Adoção (GEAA) organizou uma exposição para comemorar o Dia Nacional da Adoção, celebrado na quinta-feira (25/5). A mostra fica em cartaz até a sexta-feira (26/5), no Fórum de Olinda – localizado na Avenida Pan Nordestina, s/n, bairro de Salgadinho – e traz banners com a história da formação de onze novas famílias e pretendentes à adoção. O trabalho está disponível para visualização no horário de expediente do fórum, das 9h às 18h. O intuito é desmistificar as adoções, além de desconstruir mitos como idade e sexo da criança, por exemplo.

Notícias relacionadas

Projetos do TJPE promovem aumento do número de adoções tardias

TJPE promove eventos no Dia Nacional de Adoção

Projeto constrói famílias: a história de Ana Beatriz

Grupos de irmãos do Sertão pernambucano são adotados por três famílias

Mês da Adoção – Micaely: uma menina que sempre esteve pronta

....................................................................................................................................
Texto: Eduardo Gomes | TJPE Petrolina – Amanda Machado | TJPE
Revisão: Francisco Shimada – Ivone Veloso | Ascom TJPE