Notícias

Retornar para página inteira
Voltar

Nota de Pesar pelo falecimento do desembargador Nildo Nery

Desembargador Nildo Nery

Com pesar, o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) informa o falecimento do desembargador aposentado Nildo Nery dos Santos. A despedida do magistrado tem início com velório nesta quarta-feira (3/1), a partir das 17h, no Cemitério Morada da Paz, localizado na cidade do Paulista. Na quinta (4/1), às 9h30, é celebrada Missa de Corpo Presente seguida de sepultamento às 10h30. O presidente do Judiciário Estadual, desembargador Leopoldo Raposo, decretou luto oficial de sete dias.

"Nildo Nery era um ser humano voltado à pacificação. Um exemplo em todos os seguimentos onde atuou, seja na magistratura, nos ambientes familiar ou acadêmico, mas principalmente, no campo das ações sociais. Como presidente do TJPE no início dos anos 2000, desempenhou suas atividades com grande fervor e dedicação. Nesse mesmo período, fundou a Associação Beneficente Criança Cidadã, um marco na transformação da vida de crianças e adolescentes pernambucanos. Neste momento de luto pela perda irreparável, é com extremo pesar que expresso meus sentimentos a familiares e admiradores do amigo Nildo Nery", declara o desembargador-presidente Leopoldo Raposo.

Nildo Nery nasceu em 19 de novembro de 1934, na cidade de Goiana, em Pernambuco. A atividade judicante começou em 1958, quando terminou o curso de Direito na Faculdade de Direito do Recife pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), aos 24 anos. No mesmo ano, viajou para a Europa e teve experiência no Max Planck Institute, na Alemanha, e no Sistema Penitenciário Europeu, especificamente em Portugal, na Espanha, na Alemanha e na Itália.

Entre todos os cursos e estágios, estão, em ordem cronológica: Centro Internacional de Magistrados Luigi Saverini, Itália (1981); Centro de Estudos Judiciários de Portugal (1990); Escolas Judiciárias – Nova York, Boston, Reno, Charlotteville, Virgínia; Federal Judicial Center – Washington (1992); Tribunal de Justiça das Comunidades Europeias (Luxemburgo), em 1995; Instituto de Pesquisas e Práticas Legais – Tóquio (1995); Escola Nacional da Magistratura Francesa Bordeaux – França (1996); Escola Judicial de Barcelona (1998); e The University of Georgia (2002).

Com ampla carga de conhecimento teórico e prático, o então desembargador exerceu muitos cargos no Estado de Pernambuco: juiz de Direito das comarcas de Condado, Quipapá, Garanhuns e 2ª Vara do Júri do Recife; juiz corregedor das comarcas de 2ª Entrância; desembargador-presidente da 2ª Câmara Criminal do TJPE; desembargador-presidente da Seção Criminal; vice-presidente do Tribunal de Justiça; e presidente do TJ pernambucano (2000-2001). Em 2003, fundou a Associação Beneficente Criança Cidadã (ABCC).

O magistrado também foi diretor-geral da Escola Superior da Magistratura de Pernambuco (1987-1991); diretor-adjunto da Escola Nacional da Magistratura (1992-1998); e professor convidado da UFPE, ministrando aulas da disciplina Criminologia, no Curso de Mestrado da Faculdade de Direito da universidade.

Dentre homenagens recebidas, foi conferido a Nildo Nery 16 vezes o Título de Cidadão, por diversos municípios. Os principais prêmios são: Honras ao Mérito da República Italiana (1983); Membro Honorário do Programa Internacional de Treinamento Judicial do Centrol Internacional Dean Rusk, Formação em Estudos Jurídicos e Comparados no Instituto de Educação Continuada Judicial da Escola de Direito (2002) e Medalha do Mérito Judiciário (2004).
.....................................................................................................
Poder Judiciário do Estado de Pernambuco
Tribunal de Justiça de Pernambuco
Foto: Marcos Costa | Ascom TJPE