Últimas Notícias em destaque

Voltar

Palácio recebe iluminação natalina

Palácio da Justiça com iluminação natalina de 2014

Árvores, anjos, notas musicais e estrelas dão vida às fachadas centrais, que são iluminadas através da tecnologia LED

A iluminação natalina do Palácio da Justiça de Pernambuco foi inaugurada nesta segunda-feira (17/11). Árvores, anjos, notas musicais e estrelas dão vida às fachadas centrais, que são iluminadas através da tecnologia LED. O Palácio fica localizado na Praça da República, no Bairro de Santo Antônio. Esse é o primeiro prédio público a inaugurar a iluminação de Natal.

A Orquestra Criança Cidadã abriu o evento com apresentação de peças musicais natalinas e outras, como Asa Branca, de Luiz Gonzaga. A canção Ave Maria encerrou a participação do grupo na inauguração.

O presidente do Tribunal, desembargador Frederico Neves, ressaltou a importância do espírito de paz e união. "No momento em que entregamos o Palácio iluminado para a população, rogamos a Deus que estejamos abertos para receber a iluminação divina. Devemos cultivar o sentimento de paz, a união. Nós, que trabalhamos na resolução de conflitos precisamos estar em paz para ajudar o cidadão", destacou.

A Diretoria de Engenharia e Arquitetura do Tribunal foi responsável pela execução do projeto. A cúpula do Palácio recebeu uma atenção especial, com 300 luzes piscando (strobo) em toda a sua superfície. A fachada conta com três anjos com corneta em ferro revestidos de microlâmpadas LEDs, blindado e contornando na cor branca; duas arvore de 22 metros de altura com base de 5 metros, 2D, estaiada com cabos de aço, decorada com notas musicais e estrelas de quatro pontas; outras 20 estrelas de 1 metro em ferro com contorno de LEDs; e 30 notas musicais de três tipos diferentes de 1 metros com contorno de LEDs.

O interior do prédio também recebeu iluminação. As colunas do Salão dos Passos Perdidos também receberam cascatas com luzes LEDs na cor branca. O objetivo foi refletir a alegria e a fé natalina, além de enaltecer a arquitetura do prédio através dos elementos utilizados.

 

........................................................................

Texto: Rebeka Maciel | Ascom TJPE