Publicador de conteúdo

Retornar para página inteira
Voltar

Por um 2017 de justiça e pacificação social

Fachada do Palácio com uma pomba da paz

Chegado o fim do ano, o Poder Judiciário pernambucano entende que muitos foram os desafios superados em 2016. Aprendemos com as mais variadas situações e, dessa forma, buscamos reafirmar o nosso compromisso com a sociedade. O Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) acredita que contribuir para a paz é estar junto das pessoas, dialogando com a sociedade em busca da pacificação social, é fomentar a Justiça no sentido de desenvolver ações voltadas a reduzir a disparidade social.

O Judiciário, que se encontra em recesso com atendimentos em regime de Plantão até 1º de janeiro, não se esgota na resolução de conflitos entre as partes. Quando julgamos, buscamos ter consciência do impacto de cada uma das mais 268 mil sentenças proferidas este ano, por exemplo. Um pensamento que se expande às questões de cidadania. Fazer Justiça é garantir ao cidadão os direitos à dignidade humana.

Fica o nosso agradecimento aos colaboradores e à sociedade pela confiança. Que em 2017 possamos alçar voos mais altos em busca da paz e da justiça social. Feliz Natal e Feliz Ano Novo!

Presidente do TJPE, desembargador Leopoldo Raposo