Notícias Notícias

Voltar

Prata da Casa presta homenagem a servidoras e servidores que completam 25 anos de serviço no TJPE

Presidente do TJPE entregando diploma a servidora Maria de Fátima
Maria de Fátima foi uma das agraciadas pelos seus 25 anos de bons serviços prestados ao TJPE

Uma data a ser celebrada pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) e pelas pessoas que há 25 anos contribuem com a sociedade através dos bons serviço prestados à instituição. Foi assim que o Poder Judiciário pernambucano prestou, por meio da Secretaria de Gestão de Pessoas (SGP), nesta quinta-feira (28/10), Dia do Servidor Público, uma homenagem a servidoras e servidores efetivos que ingressaram no órgão há 25 anos. A solenidade, realizada de forma virtual, foi transmitida pelos canais do Youtube da Ascom TJPE e da Esmape para que não só as agraciadas e os agraciados (veja aqui a lista) participassem, mas também para que suas famílias, amigas, amigos e colegas de trabalho pudessem acompanhar e comemorar um pouco dessa história. 

Na abertura do evento, o presidente do TJPE, desembargador Fernando Cerqueira, falou sobre a homenagem prestada pelo Judiciário, que a partir de 2021 contou com uma novidade, a inclusão do nome Valéria Pragana. “Este ano a homenagem ganha um significado ainda maior. Nesta cerimônia, temos o propósito de render homenagem e difundir o legado dessa servidora para que o seu exemplo possa ser conhecido pelo maior número possível de servidores e magistrados. Que ela continue a inspirar as futuras gerações”, disse o desembargador que salientou a dedicação, o comprometimento e a ética de Valéria. “Parabenizo aqueles que, agora, recebem esta homenagem e agradeço pelos 25 anos de dedicação do Poder Judiciário de Pernambuco. Todo aquele que desempenha bem o seu serviço merece o reconhecimento”, completou.

O corregedor-geral da Justiça, desembargador Luiz Carlos de Barros Figueirêdo, também esteve presente no evento, parabenizou a todos e realçou o empenho das pessoas quem compõem o órgão ao falar sobre os resultados atingidos pelo TJPE no último relatório do Justiça em Números do Conselho Nacional de Justiça. “Vamos em conjunto fazer mais e melhor porque o povo de Pernambuco merece”. O diretor-geral da Escola Judicial de Pernambuco (Esmape), desembargador Adalberto de Oliveira Melo; o secretário de Gestão de Pessoas, Luis Eduardo Saraiva Câmara; e o diretor de Desenvolvimento Humano, Sandro Passos, também felicitaram os agraciados e as agraciadas. “É com muita alegria que eu agradeço pelo compromisso, dedicação, pelo trabalho desenvolvido sempre em prol da sociedade pernambucana”, disse, o secretário de Gestão de Pessoas, Luis Eduardo Saraiva Câmara. 

Valéria Pragana sorrindo
Valéria Pragana (in memorian) é homenageada pelo TJPE e tem nome vinculado à distinção Prata da Casa

Durante a cerimônia, a integrante do TJPE Marília Portela declamou uma poesia escrita pela sua mãe, Rosa Medeiros, para Valéria. Também foi exibido um vídeo com uma retrospectiva dos acontecimentos no Brasil e no mundo em 1996. O coral do TJPE se apresentou na solenidade interpretando as canções Céu de Santo Amaro e Romaria. Logo após, foram realizadas algumas entregas simbólicas e citados, um a um, os nomes de todas as pessoas condecoradas. 

Maria de Fátima de Vasconcelos foi uma das agraciadas e externou a sua satisfação. “Para mim é uma grande honra receber esta homenagem. Sinto-me muito agradecida”, disse. O oficial de justiça, Jonas Soares, lotado na Comarca de Lagoa dos Gatos, também declarou sua felicidade. “Lembro da imensa alegria que senti naquele 24 de janeiro de 1996, dia em que assumi o cargo. Sinto-me emocionado, lisonjeado e grato pelo Prata da Casa 2021. Que possamos fazer justiça em cada comarca, cada vara desse nosso estado de Pernambuco”, afirmou. 

Ao final do evento, o secretário de Gestão de Pessoas, Luis Eduardo, falou sobre uma das comemorações da solenidade: a produção de um documentário sobre Valéria Pragana. “Quem a conheceu vai ter oportunidade de relembrar o que ela fez, o quanto ela transformou o Tribunal e, principalmente, o quanto tocou na vida de cada servidor que teve o privilégio de conviver com ela. Nós somos servidores públicos com uma função de melhor servir à sociedade e isto o documentário vai deixar muito claro”, disse. A solenidade foi encerrada com a música preferida de Valéria, My way, interpretada por Frank Sinatra, e um vídeo com fotos retratando vários momentos da servidora, que por alguns anos foi gestora da SGP.  

............................................................................................
Texto e imagens: Cláudia Franco | Ascom TJPE