Notícias Notícias

Voltar

Prêmio do CNJ será entregue em maio durante Encontro Nacional de Memória em Pernambuco

Fachada do prédio do Memorial da Justiça do TJPE

Sede do Memorial da Justiça, do Tribunal de Justiça de Pernambuco 

A primeira edição do “Prêmio CNJ Memória do Poder Judiciário” teve mais de cem inscritos. Os premiados serão conhecidos durante o II Encontro Nacional de Memória do Poder Judiciário, que acontece de 10 a 13 de maio de 2022, no Recife.

Como parte das comemorações do seu bicentenário, o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) sediará o evento, que tem o apoio institucional do Comitê do Programa Nacional de Gestão Documental e Memória do Poder Judiciário (Proname) do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

A programação do Encontro está dividida em quatro eixos temáticos: Gestão de Memória; Conservação Preventiva e Preservação Digital; História Institucional e Patrimônio Cultural; e Promoção de Cidadania e Difusão de Acervos, que são subdivididos em seis painéis com palestrantes e expositores de todos os ramos do Poder Judiciário do país. 

Criado pela Resolução CNJ nº 316/20, que instituiu o 10 de maio como Dia da Memória do Poder Judiciário, o Encontro Nacional de Memória tem como objetivo fomentar o intercâmbio de conhecimento e experiências de magistrados e servidores atuantes nos setores relacionados à Memória dos tribunais, além de especialistas das áreas de História, Arquivologia, Biblioteconomia e Museologia. O primeiro encontro aconteceu na modalidade virtual, devido à pandemia causada pelo coronavírus.   

O “Prêmio CNJ Memória do Poder Judiciário” foi criado pela Resolução CNJ nº 429/2021 e será outorgado anualmente durante a realização do Encontro Nacional. A iniciativa contempla ação, atividade, experiência, projeto, programa, produção científica ou trabalho acadêmico que contribua para a preservação, valorização e difusão dos bens culturais materiais e imateriais do Poder Judiciário, integrantes do Patrimônio Cultural brasileiro, além da promoção dos direitos humanos. 

A premiação abrange sete categorias: Especial; Difusão cultural e direitos humanos; Trabalho acadêmico ou científico; Patrimônio Cultural Arquitetônico; Patrimônio Cultural Arquivístico; Patrimônio Cultural Bibliográfico; e Patrimônio Cultural Museológico. Para a categoria Especial, que nesta edição é subdividida de acordo com os cinco ramos do Poder Judiciário, foi escolhido o “Portal de Memória” como tema. O objetivo é promover a preservação e difusão dos bens culturais do Judiciário e a conscientização da necessidade de conhecimento e valorização da história, da memória e do Patrimônio Cultural.
......................................................................
Texto: Rebeka Maciel | Ascom TJPE
Foto: Assis Lima | Ascom TJPE