Notícias

Voltar

Presidente do TJPE participa de reunião sobre projeto de otimização jurisdicional da 3ª Vara Cível de Olinda

Juiz apresenta resultados a integrantes do TJPE e da OAB-PE

Juiz Rafael Medeiros apresenta dados a integrantes do TJPE e da OAB-PE

O resultado do projeto de otimização das atividades jurisdicionais executado na 3ª Vara Cível de Olinda foi o tema da reunião que aconteceu na quarta-feira (7/3) no Fórum da Comarca. O presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), desembargador Adalberto de Oliveira Melo, participou do encontro, que contou com a presença do diretor-geral da Escola Judicial de Pernambuco (Esmape), desembargador Jones Figueirêdo; do assessor da Presidência, juiz Sílvio Romero Beltrão; e do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Pernambuco (OAB-PE), Ronnie Duarte. Confira mais fotos no perfil do Judiciário estadual no Flickr.

O projeto é executado em parceria com a empresa de consultoria Ernst & Young (EY) e a OAB-PE. “Foi feito um termo de cooperação entre a OAB e a Presidência do TJPE, no qual foi indicada a 3ª Vara Cível. É um projeto que trata de mudanças de comportamento, consiste em um plano de ação com metas estabelecidas e indicadores que resultam nas metas, por exemplo, arquivamentos e sentenças. Essa cultura foi disseminada para toda a equipe, cuja rotina é marcada por uma reunião diária e, semanalmente, uma reunião de avaliação e planejamento”, disse o juiz titular da 3ª Vara Cível de Olinda, Rafael Medeiros.

Com a produtividade alcançada, a dinâmica implantada na 3ª Vara Cível de Olinda é destacada como referência para a viabilidade do projeto ser compartilhado com outras unidades da Justiça estadual. “O Judiciário agradece os resultados alcançados. É preciso impulsionar a ação do sistema de metas, apresentá-la aos demais juízes para transformar o trabalho em um manual de rotina, padronizado conforme as especificidades de cada Vara, e o apoio da Esmape para a divulgação de cursos de formação”, ressaltou o presidente do TJPE, desembargador Adalberto de Oliveira Melo.

O relatório final dos resultados obtidos no projeto, que começou em outubro de 2017, deve ser elaborado em breve pela empresa de consultoria Ernst & Young (EY). “A ideia do projeto, ao inserir rotinas pré-estabelecidas para que a cultura comportamental fique incutida no ambiente de trabalho, é eficiente por reconhecer o esforço institucional e, assim, melhorar a atividade jurisdicional”, afirmou o presidente da OAB-PE, Ronnie Duarte.
..................................................................................
Texto: Marília Ferreira | Ascom TJPE
Fotos: Assis Lima | Ascom TJPE