Publicador de conteúdo

Retornar para página inteira
Voltar

Presidente do TJPE reúne-se com direção do Instituto JCPM

O Instituto JCPM apresentou os projetos sociais realizados no Pina e Brasília Teimosa

A reunião ocorreu no gabinete da Presidência do TJPE, no Palácio da Justiça

Conhecer os Projetos sociais do Instituto JCPM com jovens, de 16 a 24 anos, das áreas de Brasília Teimosa e Pina. Este foi o objetivo da reunião, realizada nesta terça-feira (24), do presidente do Tribunal de Justiça de PE, desembargador Leopoldo Raposo, com a diretora de Relações Institucionais e Desenvolvimento Social do Grupo JCPM, Lúcia Pontes, e a coordenadora de Desenvolvimento Social da instituição, Fábia Siqueira.

Estiveram presentes, o secretário de Gestão de Pessoas do TJPE, Marcel Lima; e as servidoras Jacqueline Lucena Caldas, Djanira Carneiro e Camila Almeida, da Coordenadoria Geral do Sistema de Resolução Consensual e Arbitral do Judiciário de PE.

Lúcia Pontes relatou que o instituto tem como foco o morador do entorno dos empreendimentos do Grupo JCPM e atua para o desenvolvimento pessoal e profissional dos jovens dessas áreas, elevando o potencial de empregabilidade. “Fazemos um trabalho de elevação da escolaridade dos jovens por seis meses, trabalhando conteúdos de Português, Matemática, Inglês e Informática, reforçando conteúdos exigidos pelo mercado de trabalho”, informou, acrescentando que também há uma certificação do Senac e cursinho pré-vestibular para aqueles que querem ir à universidade e também há uma coordenação de empregabilidade para favorecer o jovem que quiser entrar no mercado de trabalho.

A diretora disse que tem interesse em aprofundar com o TJPE o projeto existente no Instituto JCPM, que é o Projeto Jovens em medidas protetivas realizado no bairro do Pina, no Recife. Ela enfatizou que, em Pernambuco, o Instituto tem a meta de trabalhar com jovens da Funase. “Se conseguirmos engajar um jovem da Funase num projeto social, estamos dando uma oportunidade de vida para ele”, explicou.

Depois de conhecer a ação e assistir ao vídeo sobre o projeto, o desembargador Leopoldo Raposo disse que considera a iniciativa muito importante. “Iniciativas como esta temos que conhecer. O Judiciário tem que ir além dos ambientes entre quatro paredes e conhecer a realidade que está aí. Precisamos trabalhar no sentido de transformar essa realidade. Não podemos ficar numa posição ingênua de mera contemplação dos fatos”, disse o magistrado.

O presidente do TJPE disse ainda que o Poder Judiciário vem atuando também com projetos sociais. “Temos esta mesma proposta na Casa de Justiça e Cidadania, que é do TJPE, localizada no Coque, e estamos desenvolvendo uma parceria com o Senac”.

...............................................................

Texto: Andréa Pessoa | Ascom TJPE

Foto: Assis Lima | Ascom TJPE