Publicador de conteúdo

Retornar para página inteira
Voltar

Servidores e magistrados de Camaragibe adotam cartas de crianças da Campanha dos Correios

Servidores reunidos com presentes

A entrega dos brinquedos aconteceu na quarta-feira (21/12) com a equipe de profissionais do Fórum 

Os servidores e magistrados do Fórum de Camaragibe adotaram 50 cartas da Central dos Correios para realizar os sonhos de pedidos de brinquedos expressados em cartas enviadas para a instituição. Bonecas, bolas, jogos, dentre outros, fizeram parte dos presentes que foram arrecadados na quarta-feira (21/12) na unidade judiciária e serão doados até esta sexa-feira (23/12) a crianças no Estado.

A ideia da inciativa partiu da pedagoga da Central de Depoimento Acolhedor de Camaragibe, Rosimery Medeiros. “Conhecia a ação dos Correios e comecei a divulgar no Fórum para os meus colegas e a aceitação do projeto foi muito boa.  A empolgação foi tanta que alguns servidores adotaram mais de uma carta. Baseado nesse sucesso, vamos repetir a ação no próximo ano de forma mais programada e sistematizada permitindo com que todos participem”, afirmou.

Campanha - A Campanha Papai Noel dos Correios é uma das maiores ações sociais natalinas do Brasil realizada há 27 anos.  Desenvolvida em todo o país, a inciativa tem como objetivo principal o envio de carta-resposta e atender, dentro do possível aos pedidos de presentes de Natal das crianças em situação de vulnerabilidade social. Além de estimular a redação de cartas manuscritas pelas crianças, a campanha dissemina valores natalinos como solidariedade.

A preferência é para crianças de até 10 anos de idade e para pedidos de brinquedos, roupas e materiais escolares. As cartas devem ser manuscritas e endereçadas ao Papai Noel dos Correios. A restrição é para alimentos e cestas básicas. O regulamento aponta que o padrinho não entrega o presente para criança para que ela seja preservada. Quem entrega é o Papai Noel dos Correios.  Para mais informações, os interessados devem acessar Blog dos Correios.
...............................................................................................
Texto: Ivone Veloso  |  Ascom TJPE