Publicador de conteúdo

Retornar para página inteira
Voltar

TJPE apresenta estudo de projeção de demandas judiciais para os próximos 20 anos

Estudo realizado pela TGI Consultoria aponta ações de curto, médio e longo prazo para atender à demanda jurisdicional em Pernambuco

 

O Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) apresentou aos chefes do Judiciário nacional o resultado de um estudo sobre o crescimento socioeconômico do Estado e seu impacto no Poder Judiciário nos próximos 20 anos. A apresentação foi feita pela TGI Consultoria e Gestão, empresa com a qual o TJPE firmou contrato com o objetivo de analisar o crescimento de Pernambuco e apontar ações de curto, médio e longo prazo para atender à demanda jurisdicional da população no Judiciário.

O diagnóstico foi apresentado pelo diretor da TGI, Francisco Cunha, e pelo consultor Sérgio Buarque na tarde desta sexta-feira (19/6), durante a programação do 103º Encontro de Presidentes de Tribunais de Justiça, evento sediado pelo TJPE. O estudo promovido pela Justiça pernambucana apontou a situação atual e a evolução recente do TJPE, bem como a situação do ambiente externo (aspectos sociais e econômicos do Estado) e da oferta de serviços do Judiciário requeridos pela população.

De acordo com a consultoria contratada pelo TJPE, a demanda processual de Pernambuco terá um crescimento maior na Zonas da Mata Norte e Sul, no Sertão Central e do São Francisco nas duas próximas décadas. No estudo, também foi apontada a redução dos processos na área criminal, bem como um aumento mediano nas ações judiciais da área da Infância e Juventude, e ainda um aumento efetivo nos processos voltados para os direitos dos idosos no Estado.

Diante da análise dessas demandas atuais e futuras, a Justiça pernambucana poderá orientar suas gestões administrativas de modo a observar eficientemente a oferta de seus serviços e melhorar a qualidade do atendimento à população.

Para a pesquisa de melhoria e adequação dos serviços jurisdicionais do TJPE para os próximos 20 anos, o estudo levou em consideração itens como Redução ou Crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) e renda do Estado de Pernambuco, Participação da mulher no mercado de trabalho, Novos conceitos de família, Investimentos Públicos, Envelhecimento da sociedade e Consolidação da consciência dos direitos sociais, dentre outros.

...............................................................................................

Texto: Micarla Xavier | Ascom TJPE

Foto: Anderson Freitas | Agência Rodrigo Moreira