Notícias Notícias

Voltar

TJPE concede medalha de seus 200 anos de criação a autoridades e magistrados

Dois homens seguram um certificado amarelo. Ao fundo aparecem pessoas de pé e as bandeiras do Brasil, de Pernambuco e do TJPEO desembargador Mauro Alencar foi um dos contemplados pela medalha de 200 anos de criação da corte pernambucana

O presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), desembargador Fernando Cerqueira Norberto dos Santos, prestou homenagem a cinco autoridades, dois desembargadores e quatro juízes de Direito que atuam no Grupo Interinstitucional de Alternativas Penais, concedendo a medalha de 200 anos de criação da corte pernambucana, em solenidade realizada no Palácio da Justiça, na manhã desta quarta-feira (13/9).

Entre as personalidades externas ao Tribunal homenageadas, os agraciados foram o defensor público-geral do Estado, José Fabrício de Lima Silva, o procurador-geral de Justiça do Estado, Paulo Augusto de Freitas e a subprocuradora geral de justiça do MPPE, Zulene Santana de Lima Norberto, o secretário de justiça e direitos humanos, Pedro Eurico, e a coordenadora do Programa Fazendo Justiça do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Jackeline Florêncio.

Os magistrados da Corte pernambucana homenageados foram o presidente do Grupo de Monitoramento e Fiscalização Carcerário, desembargador Mauro Alencar, a coordenadora da Mulher, a desembargadora Daisy Pereira, a coordenadora dos Juizados Especiais de Pernambuco, juíza de Direito Ana Luiza Saraiva Câmara, e os juízes assessores especiais da Presidência, Fernanda Chuahy de Paula, Frederico Tompson e José Henrique Dias Coelho.

Em seu discurso, o presidente destacou que o TJPE hoje uma das cortes mais transparentes e efetivas do Judiciário Brasileiro, de acordo com ranking do CNJ. Em seguida, o magistrado parabenizou a todos os agraciados pelo trabalho realizado no Grupo Interinstitucional de Alternativas Penais, desde setembro de 2020, quando ele ainda era informal. O chefe do Poder Judiciário estadual celebrou a formalização do grupo com a assinatura do Ato Conjunto nº 42/2021. “Estamos aqui comemorando mais um passo no fortalecimento da cidadania e das garantias fundamentais. Todos vocês merecem essa homenagem pelo trabalho que realizaram e que vão continuar desempenhando a partir de agora, de forma oficial”, declarou Cerqueira.

Para a juíza de Direito Ana Luiza Saraiva Câmara, a homenagem prestada pelo Tribunal é um reconhecimento pela dedicação à magistratura. “Tenho muito orgulho de integrar a magistratura pernambucana. Recebo essa homenagem como um reconhecimento pelos 18 anos de serviços prestados com muita dedicação ao TJPE. Também estou muito feliz com nossos recentes resultados, como nossa excelente posição no ranking de transparência e efetividade do CNJ”, afirmou a magistrada.

....................................................................................................................

Texto: Bruno Brito | Ascom TJPE 
Foto: Armando Artoni | K9 Produções e Eventos