Últimas Notícias em destaque

Voltar

TJPE e CNJ abordam melhorias do Processo Judicial eletrônico em Pernambuco

Equipes do TJPE e CNJ reunidas em sala no Palácio da Justiça
Melhorias ao PJe desenvolvidas pela equipe do TJPE foram debatidas com o CNJ
 
O gestor do Processo Judicial eletrônico (PJe) no estado, desembargador Fábio Eugênio, e o juiz auxiliar da Presidência do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), Alberto Freitas, receberam o assessor da Presidência do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), juiz Bráulio Gusmão, e o chefe da Divisão de Gestão do PJe no CNJ, Antônio Augusto, para tratar de questões relacionadas à ferramenta eletrônica. O encontro ocorreu nessa quinta-feira (14/7), no Palácio da Justiça, no Recife. O presidente do TJ, desembargador Leopoldo Raposo, encontra-se no Rio Grande do Sul em visita institucional ao Tribunal daquele estado.
 
O desembargador Fábio Eugênio abriu o debate, lembrando que, desde 2011, ano em que o CNJ começou a operar o PJe no país, as gestões do TJPE não mediram esforços para atualizar e ampliar o sistema em Pernambuco. Já o juiz Alberto Freitas destacou o ganho atual de espaço físico nas varas e o prognóstico de otimização de pessoas e recursos a partir da instalação do Processo eletrônico. "Em algumas varas da Capital, temos apenas 200 processos em papel", destacou. A secretária de Tecnologia de Informação e Comunicação (Setic), Juliana Neiva; a gerente de Projetos, Ioná Mota; e o diretor de Sistemas, Raphael D'Castro, todos do Tribunal, também estiveram presentes.
 
Equipes do TJPE e do CNJ reunidas no Salão Nobre do Palácio da Justiça de Pernambuco
Equipes do TJPE e do CNJ reunidas no Salão Nobre do Palácio da Justiça de Pernambuco
 
Na ocasião, o magistrado Bráulio Gusmão foi presenteado com o livro "A Justiça de Pernambuco e seu palácio: inventário do acervo museológico dos bens móveis", publicação que registra em fotos e textos a beleza e a história do prédio-sede do Judiciário estadual. Acompanhado do desembargador José Fernandes, presidente do TJPE à época da publicação da obra, o juiz do CNJ conheceu algumas dependências do Palácio da Justiça.
 
PJe Dash – Nesta sexta (15), a equipe do CNJ visita a Setic / TJPE para tratar da integração da ferramenta PJe Dash, desenvolvida por servidores do Tribunal pernambucano, ao Processo eletrônico. Elaborada por Edilson Ferreira, Edilson Mendes, Jonathas Dantas, Osman Siqueira e Paulo André, a iniciativa venceu a seleção de projetos de aperfeiçoamento do sistema – Maratona PJe. Conheça mais sobre o PJe Dash AQUI.
 
Processo Judicial eletrônico – De acordo com a Resolução 185/2013 do CNJ, que regulamenta o uso do sistema, o PJe deve ser adotado em todo o Judiciário até o final de 2018. Dentre as vantagens da digitalização de processos judiciais estão a segurança, a rapidez do trâmite processual e a eliminação do papel, já que as ações deixam de estar no meio físico. Na Justiça pernambucana, o Processo eletrônico deve ser implantado de maneira completa até 2017.
 
Notícias relacionadas
 
 
................................................................................................................
Izabela Raposo | Ascom TJPE
Fotos: Anderson Freitas | Agência Rodrigo Moreira