Notícias Notícias

Voltar

TJPE encaminha novo Plano de Logística Sustentável ao Conselho Nacional de Justiça

Arte do PLS

O Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) encaminhou, neste mês de outubro, o novo Plano de Logística Sustentável (PLS) ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O documento atende à Resolução n. 400/2021 do CNJ e contou com a participação de gestores de várias áreas de atuação envolvidas com a temática. O plano é vinculado ao Planejamento Estratégico da instituição e, anualmente, são realizados ajustes nas metas e nas ações para os avanços no âmbito da sustentabilidade.

“Através desta ferramenta, é possível acompanhar a implementação de ações e práticas socioambientais nas atividades rotineiras do órgão, fortalecer a gestão integrada e participativa das áreas envolvidas, além de realçar o atributo da transparência das ações de sustentabilidade institucional”, explica o gestor do Núcleo de Sustentabilidade, Ayrton Rocha.

O PLS 2021 foi elaborado diante da nova política de sustentabilidade do Poder Judiciário que salienta a Agenda 2030/Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis (ODS) e a visão ampliada das questões que envolvem a sustentabilidade.

A Resolução n. 400/2021 incluiu no PLS dois novos temas: apoio ao serviço administrativo; e aquisições e contratações. O primeiro tem como objetivo o monitoramento das despesas com contratos de serviços gráficos. Já o segundo visa a identificação da quantidade de contratos celebrados no período-base que tenham o critério de sustentabilidade incluído no Termo de Referência ou Projeto Básico.

Atualmente, a magistrada Catarina Vila-Nova é a presidente da Comissão Gestora de Sustentabilidade. O Plano de Logística Sustentável do TJPE possui 85 indicadores agrupados em 17 temas.

..............................................................
Texto: Redação | Ascom TJPE
Arte: Núcleo de Publicidade e Design | Ascom TJPE