Notícias Notícias

Voltar

TJPE inaugura Diretoria da Infância e Juventude

Representantes do Judiciário estadual pernambucano descerrando a placa de inauguração da Diretoria da Infância

Uniformizar a rotina dos atos cartorários referentes às ações que envolvem a criança e o adolescente dando mais celeridade à tramitação desses processos. Essa é a proposta da Diretoria da Infância e Juventude do 1º Grau do Estado inaugurada nesta quarta-feira (11/8), no Centro Integrado da Criança e do Adolescente (CICA), na Rua Fernandes Vieira, 405, no bairro da Boa Vista. No espaço haverá a execução dos atos cartorários dos Processos Judiciais eletrônicos da área da Infância e Juventude.

Inicialmente, nos primeiros 90 dias, a Diretoria atuará nos processos eletrônicos de classes processuais na Vara da Infância e Juventude da Comarca de Paulista, na Vara Regional da Infância e Juventude da 4ª Circunscrição – Vitória de Santo Antão, na 3ª Vara Cível da Comarca de Abreu e Lima e na Vara Única da Comarca de São João. Os atos cartorários dos processos eletrônicos antes executados pelas secretarias das equipes dessas unidades migrarão para o espaço recém-inaugurado. Após esse período, os juízes das Varas Regionais da Infância e Juventude, das Varas da Infância e Juventude e das Varas Únicas e Cíveis com competência em matéria da área no Estado podem aderir ao projeto.

“O objetivo principal da Diretoria da Infância é trazer um modelo inovador para todas as unidades judiciárias da Infância e da Juventude a ela vinculadas, com a padronização da rotina das secretarias, respeitando as especificidades relacionadas à Infância e Juventude e cumprindo o reconhecimento normativo da prioridade, com status de direito fundamental, elencada no art. 152, §§ 1º e 2º, do Estatuto da Criança e do Adolescente. Com a utilização mais eficaz do meio eletrônico no processamento de autos judiciais, a expectativa é alcançar uma maior produtividade cartorária e celeridade no julgamento das ações que envolvam as crianças e os adolescentes”, destacou o coordenador da Diretoria da Infância e Juventude do 1º Grau, juiz Rafael Cardozo, durante o evento de implantação do serviço.

No seu discurso, o coordenador da Infância e Juventude do Estado, desembargador Stênio Neiva, revelou que a inauguração do espaço é a realização de um sonho antigo, que teve início com o atual corregedor-geral do Estado, desembargador Luiz Carlos de Barros Figueirêdo, quando coordenava a Infância e Juventude e agradeceu à atual gestão pela concretização da iniciativa. “Quero agradecer à mesa diretora do Tribunal de Justiça de Pernambuco por nos permitir esse grande avanço. A partir da uniformização dos atos cartorários de varas únicas e cíveis que atuam com ações da área teremos a possibilidade de priorizar ainda mais o trâmite dos processos que envolvem a criança e o adolescente, que é determinado por Lei. Então é um dia para celebrarmos por mais um passo decisivo no alcance desse objetivo que é de todos que fazem a Infância e Juventude do Estado”, afirmou o desembargador.

Representando o presidente do TJPE, desembargador Fernando Cerqueira, o 1ª vice-presidente do TJPE, desembargador Eurico de Barros Correia Filho, elogiou o trabalho desenvolvido pela Infância e Juventude ao longo dos anos. “São profissionais abnegados na realização de ações voltadas à proteção da criança e do adolescente fazendo com que o TJPE seja referência nesse segmento. Temos aqui, por exemplo, as salas de depoimento acolhedor em que crianças e adolescentes, vítimas ou testemunhas de crimes, são ouvidas por profissionais, devidamente especializados em técnica científica de coleta de testemunho, em ambiente adequadamente projetado e fisicamente isolado, através de sistema de áudio e vídeo, dentre tantos outros projetos desenvolvidos. E hoje temos a execução de uma iniciativa importantíssima para que as ações da Infância e Juventude ganhem ainda mais agilidade e eficácia com a padronização dos atos de secretaria dos feitos do setor”, observou.

Processo Judicial eletrônico - A implantação do PJe começou no dia 28 de maio de 2019, no âmbito protetivo e de forma pioneira, a partir de 12 de agosto de 2019, na área socioeducativa, nas classes de Execução de Medidas Socioeducativas e Internação Provisória. Atualmente, o sistema eletrônico já foi introduzido em todas as unidades judiciárias que atuam com feitos da Infância e Juventude tanto da área protetiva quanto socioeducativa no TJPE. Nessas unidades, concomitantemente às ações que tramitam de forma eletrônica há ainda um acervo de processos físicos. A partir do funcionamento da Diretoria, que atuará especificamente na execução de atos cartorários de ações que tramitam pelo PJe, a perspectiva também é, por meio do trabalho das secretarias das unidades da Infância e Juventude, dar mais agilidade à execução dos atos cartorários dos processos físicos até a sua extinção.

Equipe – A equipe que atuará na Diretoria é formada pelo juiz Rafael Cardozo, que será o coordenador; pela servidora Maria Alice Lima Lafaiete no cargo de diretora; pelos servidores Daniela de Melo Neves; Gustavo Teixeira Carneiro; e Thiago Araújo Bezerra, da Vara Regional da Infância e Juventude da 1ª Circunscrição; e pela servidora Cristiana Moreira de Aguiar, da 3ª Vara Cível de Abreu e Lima.

Presentes – Participaram também do evento de inauguração da Diretoria, o diretor da Escola Judicial do TJPE (Esmape), desembargador Adalberto de Oliveira Melo; o juiz-auxiliar da Corregedoria Geral de Justiça, Élio Braz, representando o corregedor-geral, desembargador Luiz Carlos de Barros Figueirêdo; a diretora geral do TJPE, Márcia de Carvalho; o diretor adjunto do TJPE, Marcel Lima; o secretário judiciário do Tribunal, Carlos Gonçalves; o titular da 3ª Vara da Infância e Juventude da Capital, juiz Paulo Brandão; a juíza Marília Ferraz Martins, da Vara Regional da Infância e Juventude do Cabo de Santo Agostinho; a juíza Valéria Wanderley, da 1ª Vara da Infância e Juventude da Capital; e o juiz Artur Teixeira, da Vara Regional da Infância e Juventude da 1ª Circunscrição.

Confira a Instrução Normativa nº 16/2021, que institui a Diretoria da Infância e Juventude do 1º Grau
....................................................................................
Texto: Ivone Veloso | Ascom TJPE
Foto: Armando Artoni | Ascom TJPE