Últimas Notícias em destaque

Voltar

TJPE marca Dia Internacional da Mulher com divulgação de serviços de enfrentamento à violência doméstica

 
Magistradas, servidoras e prestadoras de serviço do Judiciário foram homenageadas nesta terça (8/3), em cerimônia prestigiada pelo presidente do TJPE no Fórum Rodolfo Aureliano, no Recife
 
 
O Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) iniciou a programação que marca o Dia Internacional da Mulher, nesta terça-feira (8/3), com distribuição de material sobre direitos das mulheres e palestra no Fórum Rodolfo Aureliano. A data também celebra os nove anos da instalação da 1ª Vara de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher da Capital. O presidente do TJPE, desembargador Leopoldo Raposo, prestigiou o evento.
 
Psicólogas e assistentes sociais das Varas de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher do Recife conversaram com as mulheres que se dirigiam ao Fórum da Capital ao entregarem um kit com cartilha editada com perguntas e respostas sobre a Lei Maria da Penha e um informativo da campanha do Poder Judiciário "O silêncio não protege. Denuncie", que busca encorajar o uso do Disque 180, serviço nacional que acolhe denúncias de mulheres vítimas de violência.
 
A entrega das publicações informativas pelo TJPE visa divulgar os canais que a Justiça estadual oferece para que as mulheres garantam seus direitos. Mulheres como J., 49 anos, mãe de dois filhos e separada de um marido que a submetia a violência física e sexual. Ela é uma das inúmeras partes de processos que tramitam na 3ª Vara de Violência Doméstica da Capital. 
 
J. procurou mais uma vez a Justiça após ser ameaçada. Em relação à luta das mulheres, ela enfatiza que o alcance da liberdade, acima de tudo, e da valorização pessoal, independe de padrões estéticos ou da cor da pele. "A Justiça está fazendo seu papel em garantir os nossos direitos. Os processos têm sido resolvidos com agilidade e apoio de todos", afirma.
 
Durante a tarde, o mesmo material foi entregue a servidoras, magistradas e usuárias da Justiça que compareceram à palestra "Violência contra a mulher: compreendendo o fenômeno", ministrada pelas psicólogas Santana Moura e Luciana Lucena, da 1ª Vara de Violência Doméstica e Familiar da Capital. "Esse problema não é simples, por isso deve haver uma rede de acolhimento e proteção para que a mulher consiga sair dessa situação", afirmou Santana Moura.
 
No evento, o TJPE homenageou mulheres que se destacam no Judiciário pernambucano: a desembargadora Daisy Maria de Andrade Costa Pereira, a juíza Fernanda Pessoa Chuay de Paula, a servidora Maria Valéria Pragana de Oliveira Dias, a estagiária Juliane Ryza Ferreira Sobral e as prestadoras de serviço Maria Helena da Silva Nascimento e Miriam Angelina da Silva.
 
O presidente do TJPE ressaltou que toda a sociedade deve engajar-se a favor da garantia dos direitos das mulheres. "Ao longo da história, as mulheres têm lutado para desempenhar importantes papéis sociais, não aceitando qualquer tratamento injusto ou discriminatório. Uma luta legítima em defesa da equidade de gêneros, para que tenhamos uma sociedade mais justa", pontuou Leopoldo Raposo.
 
Programação – Nesta quarta-feira (9/3), o Poder Judiciário de Pernambuco realiza distribuição de material informativo sobre serviços da Justiça para mulheres, nas portarias Sul e Norte do Fórum do Recife, das 10h às 16h. Às 10h, haverá debate e exibição de vídeos sobre questões de gênero, no hall monumental, no 1º andar do Fórum.
 
Nas próximas quinta (10/3) e sexta (11/3), a entrega de informativos continua, no mesmo horário. A Semana da Mulher no TJPE encerra-se na sexta, com a reedição da palestra "Violência contra a mulher: compreendendo o fenômeno", às 15h, no hall monumental.
 
.........................................................................................................................
 
Texto: Izabela Raposo e Cláudia Vasconcelos | Ascom TJPE
 
Fotos: Alesson Freitas | Agência Rodrigo Moreira