Notícias Notícias

Voltar

TJPE participa de fórum nacional sobre violência contra a Mulher

Integrantes do Judiciário no Fonavid. Pessoas, uma ao lado da outra, usando máscaras
Integrantes do Judiciário se reúnem no XIII Fonavid

A coordenadora Estadual da Mulher, desembargadora Daisy Andrade, juntamente com a juíza da 1ª Vara de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher (VVDFM) da Capital, Ana Mota, e o juiz da VVDFM do Cabo de Santo Agostinho, Francisco Tojal, participaram do XIII Fórum Nacional de Juízas e Juízes de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher (Fonavid), realizado no Palácio da Justiça, localizado na capital Teresina, sede do Tribunal de Justiça do Piauí.

"A participação no Fonavid é sempre uma oportunidade de apresentar os projetos e ações da coordenadoria e das unidades judiciárias servindo igualmente com troca de experiências com outros tribunais ", afirma a desembargadora Daisy Andrade.  O evento, realizado no formato híbrido, ou seja, presencial e virtual, foi iniciado na manhã da segunda-feira (29/11) com a reunião do Colégio de Coordenadores da Mulher do Poder Judiciário Brasileiro (Cocevid) para apresentação das atividades desenvolvidas por cada coordenadoria da mulher instalada pelos tribunais de justiça do Brasil.

Na mesma reunião, à tarde, o Cocevid elegeu os seus novos dirigentes para o ano de 2022. Na ocasião, Daisy Andrade, representando o presidente do TJPE, desembargador Fernando Cerqueira, entregou a medalha em homenagem aos 200 anos de criação do Tribunal de Justiça de Pernambuco à desembargadora do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, e ex-presidente do Cocevid, Salete Silva Sommariva, e uma segunda, alusiva aos 10 anos de existência da Coordenadoria Estadual da Mulher no TJPE. 

A outorga das duas comendas homenagearam a instituição Cocevid. No próximo ano a presidência do Cocevid será exercida pela desembargadora do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, Paula Cunha e Silva. O XIII Fonavid foi encerrado na quinta-feira (02/12).

Projetos e ações -  “Este ano, no momento da reunião do Cocevid, a Coordenadoria da Mulher do TJPE teve a oportunidade de apresentar todas as suas ações e projetos, como, por exemplo, a boa prática ‘Dialogando sobre a Lei Maria da Penha nos Espaços Públicos’, e, no Fonavid, o projeto ‘Audiência de Acolhimento’, apresentado por Francisco Tojal, juiz da  Vara de Violência Doméstica do Cabo de Santo Agostinho”, resume a coordenadora Daisy Andrade.

Dra. Ana Mota e Dr. Francisco Tojal no Fonavid
A juíza Ana Mota é eleita presidente do Fonavid e o juiz Francisco Tojal é escolhido para a Comissão Legislativa  Nordeste  

Eleição – No último dia do evento, foi realizada a eleição para a Presidência do Fonavid. A juíza da 1ª Vara da Mulher do Recife do TJPE, Ana Cristina Mota, foi eleita para assumir a função. “É uma satisfação e uma honra ter sido escolhida pelos colegas. Esta é uma missão muito forte e de muito engajamento. Vamos caminhar todos juntos buscando a melhoria da prestação jurisdicional, construindo cada vez mais com as juízas e os juízes responsáveis pelas Varas de Violência Doméstica e a causa, que é a proteção das mulheres”, afirmou. A magistrada do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, Kate Kisos, e o magistrado do Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO), Vitor Umbelino, também foram eleitos e assumem os cargos de primeira e segundo vice-presidentes respectivamente.

O juiz da VVDFM do Cabo de Santo Agostinho do TJPE, Francisco Tojal, também foi eleito para a Comissão Legislativa – Região Nordeste e espera contribuir ainda mais no combate à violência doméstica e familiar contra a mulher. “A Comissão é extremamente importante para ajudar na construção de políticas públicas e, em especial, acompanhar a política legislativa, que é de extrema importância”, disse o magistrado que destaca a relevância do Fonavid estar bem atento a todas essas circunstâncias. 

...........................................................................................................
Texto: Izabela Raposo e Cláudia Franco | Ascom TJPE 
Fotos: Divulgação