Notícias

Voltar

TJPE presente na 12ª Primavera dos Museus em Pernambuco

Crianças assistem à apresentação no Memorial da Justiça

Atividades em diversos museus do Estado e do Brasil acontecem até 23 de setembro

O Memorial da Justiça do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) prepara-se para participar da iniciativa cultural 12ª Primavera dos Museus, que tem como tema, neste ano, “Celebrando a educação em museus”.  A ação, promovida pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) em todo o território nacional, acontece de 17 a 23 de setembro.

Na quinta-feira (20/9), o Memorial da Justiça do TJPE prepara-se para receber a visita de representantes de memoriais do Ministério Público do Brasil. A visita acontece das 14h às 18h e faz parte do IX Encontro Nacional de Memoriais do Ministério Público, evento que, por sua vez, está incluído no rol de programações da 12ª Primavera dos Museus.

Na ocasião, a chefe do Memorial do TJPE, a historiadora Mônica Pádua, e sua equipe, irão falar sobre a conservação e reparos de documentos; a catalogação e digitalização de documentos históricos do Judiciário estadual; e sobre como é a vivência em um museu que preza pela acessibilidade. Saiba mais sobre o Encontro

Já na sexta-feira (21/9), a partir das 9h, Mônica Pádua vai representar o Judiciário estadual apresentando a palestra “A experiência de acessibilidade do Memorial do TJPE”, em evento do Tribunal Regional do Trabalho a 6ª Região (TRT-PE), ainda em virtude da Primavera dos Museus. A palestra da historiadora fará parte de um ciclo que também vai abranger debates, apresentações e lançamentos de livros na sede do Memorial da Justiça do Trabalho, na Avenida Engenheiro Domingos Ferreira, 3510, bairro Boa Viagem, no Recife (PE). Confira a programação completa

“Na minha palestra, pretendo descrever os projetos que já implementamos no Memorial e aqueles que estamos elaborando para o futuro, a fim de compartilhar com o público a experiência do Memorial e ouvir das pessoas sugestões que possam nos levar a ações cada vez mais inclusivas”, afirma a servidora Mônica Pádua, que também é secretária da Comissão de Acessibilidade e Inclusão do TJPE

Acessibilidade e inclusão - Há aproximadamente quatro anos, a equipe do Memorial da Justiça vem se capacitando para atender às pessoas com deficiência que procuram o museu, bem como o arquivo e a biblioteca. Para que isso seja possível, além da capacitação, a equipe desenvolve projetos para adequar o equipamento cultural e a apresentação dos seus conteúdos, de modo a permitir que as pessoas com deficiência sejam incluídas.

Um exemplo é o projeto “Do Concreto ao Sensorial”, incentivado pelo Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura (Funcultura PE) e elaborado pela Tangram Cultural, que construiu um mapa e duas maquetes táteis do prédio do Memorial, bem como viabilizou a impressão de material de divulgação em Braille. O objetivo é de incluir pessoas cegas, com baixa visão, bem como aquelas com Transtorno do Espectro do Autismo, no ambiente do museu do TJPE.

Outro programa, também incentivado pelo Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura (Funcultura PE) e elaborado pela Tangram Cultural, é o Memorial Digital, uma pesquisa para preservação e difusão do conteúdo do patrimônio histórico documental do Memorial da Justiça de Pernambuco. Na primeira etapa, o projeto disponibiliza inventário online, em Excel, imagem e conteúdo de 500 processos judiciais criminais do período imperial brasileiro, entre os anos de 1822 e 1889. Conheça o Memorial Digital

Serviço – Visita ao Memorial da Justiça do TJPE

Endereço: Avenida Alfredo Lisboa, s/n, bairro do Brum, Recife (PE). O Memorial localiza-se no prédio histórico onde funcionou a Estação Ferroviária do Brum, ao lado da entrada industrial da Fábrica Pilar.

Atendimento ao público: de segunda a sexta-feira.

Pesquisa: das 13h às 18h.

Visitação: das 13h às 17h.

Horários especiais para grupos devem ser agendados previamente pelo telefone (81) 3181-9445 ou pelo e-mail memorial.educativo@tjpe.jus.br.

Telefone: (81) 3181-9440.

Endereço eletrônico: memojust@tjpe.jus.br

Notícia relacionada

História e preservação: porque é preciso falar sobre nossos museus

............................................................................................
Texto: Micarla Xavier | Ascom TJPE
Foto: Agência Rodrigo Moreira