Últimas Notícias em destaque

Voltar

TJPE promove encontro com coordenadores das Câmaras de Conciliação e representantes de empresas

 
Reuniões abordaram planejamento da Semana Nacional de Conciliação
 
A Coordenadoria Geral do Sistema de Resolução Consensual e Arbitral de Conflitos promoveu o primeiro encontro dos coordenadores das 24 Câmaras de Conciliação, que, instaladas a partir de um convênio com o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), atuam em faculdades de Direito e bairros no Recife. A reunião, sediada no Fórum Desembargador Rodolfo Aureliano, em 1º de setembro, contou com a presença do coordenador geral do Sistema de Resolução Consensual e Arbitral de Conflitos, desembargador Erik Simões, e da coordenadora adjunta, juíza Karina Aragão, além de servidores. Na terça-feira (6/9), um encontro no mesmo formato e com foco na conciliação foi realizado com representantes de empresas com ações no Judiciário estadual.
 
"A realização foi excelente, pois ouvimos sugestões, esclarecemos dúvidas e constatamos o brilhante trabalho que as Câmaras realizam com seus estudantes e com a comunidade, conscientizando-os que a conciliação é o futuro da Justiça brasileira através de seus serviços prestados", disse o desembargador Erik Simões. Segundo o magistrado, um dos objetivos das duas reuniões foi também iniciar a preparação para a próxima Semana Nacional da Conciliação, promovida pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), em todos os estados, entre os dias 21 e 25 de novembro.
 
Impressões – A coordenadora da Câmara de Conciliação, Mediação e Arbitragem do Cabanga, defensora pública Lúcia Autran, definiu a reunião com os coordenadores do TJPE como muito positiva, pois "conhecer os responsáveis pela coordenação das Câmaras no TJPE possibilita o acesso direto a eles, o que aprimora a missão da Defensoria Pública também de acordo com convênio celebrado com o Tribunal em 2015 ".
 
Em relação ao convênio da Defensoria com o Tribunal, a defensora destaca que a celeridade da execução das sentenças aumentou.  Isso porque o juiz da Central de Conciliação, Mediação e  Arbitragem do Recife, João Maurício Guedes Alcoforado, homologa essas decisões diretamente, sem a necessidade de distribuição para as Varas Judiciais do Recife. "Destaco também como importante a promoção de cursos pelo TJPE para os integrantes da Câmara, o que resultou na elevação do número de conciliações realizadas".
 
Para o coordenador da Câmara de Conciliação, Mediação e Arbitragem da Faculdade de Boa Viagem, localizada no bairro da Imbiribeira, Carlos Kley, a reunião também pode ser avaliada como positiva. "O encontro nos deu esperança para que a parceria de dois anos com o TJPE seja mais estreitada, possibilitando que formemos bacharéis em Direito e resolvamos as questões jurídicas de nossos usuários em um contexto de conciliação, de pacificação social, no espectro da cultura de paz". Ele explica que os acadêmicos podem atuar na Central a partir do 4º período do curso, facultativamente e no 7º, obrigatoriamente.
 
..............................................................................
Texto: Izabela Raposo | Ascom TJPE
Foto: Assis Lima | Ascom TJPE