Notícias

Voltar

Vara de Violência contra a Mulher de Caruaru promove reuniões para conscientizar autores de crimes contra a mulher do ato praticado

 
 
A Vara de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de Caruaru (VVDFM Caruaru), em parceria com o Ministério Público de Pernambuco (MPPE), está promovendo encontros com autores de crimes contra mulheres com o objetivo de conscientizar esse público do ato cometido. No total, serão realizadas dez reuniões. A próxima está agendada para o dia 9 de novembro.
 
Segundo a juíza Priscila Vasconcelos Areal Cabral Farias Patriota, que comanda a Vara de Violência Doméstica Contra a Mulher de Caruaru, a iniciativa surgiu da necessidade de desmistificar a questão da submissão da mulher. "Acreditamos que, com esse projeto, podemos mostrar aos agressores que, mesmo que eles já tenham errado, não precisam continuar errando, podem mudar. Precisamos que a mulher seja vista de outra forma, respeitada e, assim, esperamos interromper o ciclo de violência", explicou a magistrada.
 
O 1º Encontro do Grupo Reflexivo "Conscientizar para mudar" foi realizado no dia 26 de outubro. A assistente social da VVDFM Caruaru Mônica Zaira e a psicóloga Leilane Paixão do MPPE Caruaru atuaram como facilitadoras. "Durante as reuniões, buscamos a responsabilização do autor ou autora de violência pelo ato cometido, com a conscientização de que a violência contra as mulheres é um crime grave.  Discutimos também a construção de uma visão não estereotipada sobre gênero e a desconstrução da maneira hierárquica na qual o masculino se sobressai ao feminino, reflexo de uma sociedade ainda baseada em uma cultura machista e patriarcal", explica Mônica Zaira.
 
Participaram da reunião 13 autores de violência. Na ocasião, foram apresentados os objetivos do grupo, construído um contrato de convivência com os participantes e assinado um termo de compromisso. 
 
Os grupos reflexivos serão realizados quinzenalmente. Durante as reuniões serão discutidas as seguintes temáticas: Lei Maria da Penha; tipos de violência; novas masculinidades; relações de gênero x relações de poder; ciúme, posse e violência; mídia e objetificação da mulher; álcool, outras drogas e violência; tipos de família; direitos humanos; e cidadania.
 
............................................................................................
Texto: Rebeka Maciel  |  Ascom TJPE
Arte: Núcleos de Publicidade e Design  |  Ascom TJPE