Notícia Destaque

Voltar

Vara de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher de Caruaru capacita servidores para atendimento

Servidores reunidos em sala assistindo à palestra

Encontro foi realizado em parceria com a Secretaria Estadual da Mulher

A Vara de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher de Caruaru (VVDFM) promoveu, em parceria com a Secretaria da Mulher do Estado de Pernambuco, uma ação de formação de profissionais envolvidos no atendimento às vítimas de violência doméstica no município. Participaram da capacitação todos os servidores da unidade judicial, entre técnicos e analistas judiciários e assistente social, além de advogados e comissários de polícia, totalizando 14 profissionais.

A iniciativa contou também com a parceria da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher e o Centro de Referência da Mulher. No encontro, realizado no dia 4 de novembro, foram abordados temas como relações de gênero, violência contra a mulher, além dos serviços prestados pelos órgãos.  

A juíza Priscila Vasconcelos Areal Cabral Farias Patriota, da Vara de Violência Doméstica Contra a Mulher de Caruaru, destaca a necessidade de aperfeiçoar os servidores para a melhoria do atendimento às mulheres. “A ação é de suma importância por permitir que se aprimorem os conhecimentos para o atendimento da vítima ao procurar a vara especializada, prestando um serviço jurisdicional mais humanizado. Ao mesmo tempo, permite o empoderamento da mulher, deixando-a mais à vontade para expressar os dilemas e anseios que a fizeram buscar a proteção conferida pela Lei 11.343/2006, conhecida como Lei Maria da Penha.”

A VVDFM Caruaru desenvolve outras ações no intuito de combater a violência doméstica contra a mulher. Em conjunto com o Ministério Público de Pernambuco (MPPE), a unidade judiciária realizou, no dia 26 de outubro, o 1º Encontro do Grupo Reflexivo “Conscientizar para Mudar”, em que participaram 13 autores de violência.

Os participantes do encontro continuarão se reunindo quinzenalmente para discutir temáticas que envolvem Lei Maria da Penha; tipos de violência; novas masculinidades; relações de gênero x relações de poder; ciúme, posse e violência; mídia e objetificação da mulher; álcool, outras drogas e violência; tipos de família; direitos humanos; e cidadania. A partir de dezembro, serão realizadas reuniões em parceria com alunos da faculdade Asces-Unita, dessa vez voltadas ao atendimento às mulheres vítimas de violência doméstica.
.............................................................................................................................................
Texto: Amanda Machado | Ascom TJPE – Com informações de Cláudia Barros