Notícias Notícias

Voltar

XIV Encontro Nacional do Poder Judiciário terminou nesta sexta-feira (27/11)


 

Nesta sexta-feira (27/11) foi realizado o encerramento do XIV Encontro Nacional do Poder Judiciário. O evento, promovido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), reuniu os 90 presidentes dos Tribunais do país e teve como objetivo definir as metas nacionais e específicas que devem pautar a atuação da Justiça no ano de 2021. A programação teve início com a apresentação do Prêmio CNJ de Qualidade, que tem o intuito de reconhecer o esforço de tribunais de todo o país na busca pelo aprimoramento das atividades jurisdicionais. Em sua fala de abertura, o conselheiro do CNJ e presidente da mesa, Luiz Fernando Keppen, destacou que “a premiação reflete de forma sistemática e objetiva o trabalho desenvolvido pelos tribunais, que demonstraram uma reação espetacular frente ao contexto de pandemia enfrentado por todos”.

Na sequência, foi realizado o painel A Justiça 100% Digital e o Centro de Inteligência do Poder Judiciário - Apresentação do caso do TJCE - Programa de Modernização do Poder Judiciário do Estado do Ceará – PROMOJUD. Fizeram parte da mesa o conselheiro Rubens Canuto Neto; o secretário Geral Valter Shuenquener; o secretário Especial de Programas, Pesquisas e Gestão Estratégica, Marcus Lívio Gomes; e o presidente do Tribunal de Justiça do Ceará, desembargador Washington Luís Bezerra de Araújo.

Ao final do evento, a corregedora Nacional de Justiça, ministra Maria Thereza de Assis Moura fez o anúncio das Metas Nacionais 2021 que incluem a prioridade no julgamento de processos de Improbidade Administrativa e que envolvam casos de feminicídio e violência contra a mulher, além do julgamento de processos mais antigos e em maior número do que ingressaram no Judiciário.

“É com grande alegria que em 2021 a execução do Novo Plano Nacional Estratégico com essas Metas Nacionais e Diretrizes Estratégicas que seguramente destinam-se à consolidação de políticas públicas importantes capazes de impulsionar o Poder Judiciário em direção à visão de futuro que temos para 2026. É a nossa união em torno desses objetivos comuns que permitirá prestarmos um serviço público íntegro e de elevada qualidade técnica e que transmita ao cidadão plena confiança nas instituições públicas e em especial no Poder Judiciário”, finalizou a ministra.

Também participam do encontro integrantes da Rede de Governança Colaborativa do Poder Judiciário e servidores das áreas de gestão estratégica e estatística.
..............................................................................
Texto: Amanda Machado | Ascom TJPE