Notícia Destaque Notícia Destaque

Voltar

TJPE promove I Ação da Cidadania no Bongi

Mulher preenche documento de identidade

A Casa de Justiça e Cidadania do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) irá promover a I Ação da Cidadania na comunidade do Bongi, com início na segunda-feira (26/2) até a sexta-feira (2/3). Nos dias do evento, a programação de atividades acontece das 8h às 13h, com fichas distribuídas diariamente a partir das 7h. A unidade está localizada na rua Acajutiba, 43, no Recife.

Durante a semana da ação, diversos serviços gratuitos serão oferecidos, como emissão de segunda via de certidão de nascimento, casamento e óbito; corte de cabelo; e cadastramento e recadastramento do cartão VEM Livre Acesso e Programa Bolsa Família.

Na área de saúde serão realizados: atendimento oftalmológico e odontológico; distribuição de kits de saúde bucal; medição de glicose e aferição de pressão; teste rápido para HIV e sífilis; distribuição de preservativos; exame preventivo do colo do útero (Papanicolau); exame de mamografia; e atendimento nutricional.

A Ação da Cidadania é uma parceria com a Diretoria de Saúde do TJPE; o Laboratório Central de Saúde Pública, da Secretaria de Saúde de Pernambuco (Lacen/PE); a Secretaria Estadual Executiva de Direitos Humanos; o Serviço Social da Indústria (Sesi); o Bazar do Cabeleireiro; o Distrito Sanitário V, da Prefeitura do Recife; e a Fundação Santa Luzia.

Casa de Justiça e Cidadania - Prevista no artigo 15 da Resolução n° 222/2007 do TJPE, promove ações voltadas para a participação efetiva da comunidade a fim de aproximar o Poder Judiciário da sociedade. As unidades também oferecem orientação jurídica e estimulam a resolução de conflitos através da conciliação. Atualmente, na Região Metropolitana do Recife (RMR), além do Bongi, as casas estão instaladas no Coque, na Ilha Joana Bezerra, e no bairro do Carmo, em Olinda. A atividade é vinculada ao Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec/TJPE).
...............................................................................
Texto: Marília Ferreira  |  Ascom TJPE