Últimas Notícias em destaque Últimas Notícias em destaque

Voltar

Coordenadoria da Mulher do TJPE celebra dez anos de atuação e representa avanço no combate à violência contra a mulher no Estado

Logomarca dos 10 anos da Coordenadoria da Mulher do TJPE, com imagens de eventos e da fachada do Palácio da Justiça de PE

Com o olhar voltado ao amparo às mulheres vítimas de violência doméstica, ampliando o acesso a canais de ajuda e orientação, e estimulando a sociedade pernambucana a se comprometer cada vez mais no combate a esse tipo de opressão e crime. É assim que a Coordenadoria da Mulher do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) chega ao seu 10° aniversário, que será celebrado, na próxima segunda-feira (30/8), em solenidade telepresencial no Auditório da Escola Judicial de Pernambuco (Esmape), com transmissão ao vivo a ser realizada pelo canal oficial da instituição de ensino no Youtube.

O evento, que será iniciado às 9h, e terá a sua abertura oficial realizada pelo presidente do TJPE, desembargador Fernando Cerqueira; pela coordenadora da Mulher, desembargadora Daisy Andrade Pereira; e pelo diretor da Esmape, desembargador Adalberto de Oliveira Melo, contará com uma programação especial. Entre os destaques do 10° Aniversário da Coordenadoria da Mulher do TJPE, haverá a conferência magna, com o tema Desafios do Poder Judiciário na prevenção da violência contra a mulher, que será proferida pela ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia Antunes Rocha; o lançamento do vídeo Campanha de Proteção e prevenção da violência contra a mulher; além de palestra sobre O papel da mulher em clássicos da Literatura, que será ministrada pelo juiz de direito do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), Samer Agi; e homenagens com entrega de diplomas, medalhas e selos comemorativos.

Confira a programação completa do 10° Aniversário da Coordenadoria da Mulher abaixo, ou clique AQUI.

Na avaliação da coordenadora da Mulher do Tribunal pernambucano, desembargadora Daisy Andrade Pereira, que está à frente da unidade desde de 2016, comemorar dez anos da Coordenadoria é ter a certeza de que tudo que foi construído até o momento traz à memória o sentimento de esperança, principalmente por perceber que a contribuição dada por cada pessoa ao longo desse período representou e representa uma chancela para o Poder Judiciário Pernambucano na política de enfrentamento à violência contra a mulher. “Para mim, este é um momento de muito regozijo, poder constatar tudo o que foi feito e todos os esforços empreendidos a fim de dar à Coordenadoria da Mulher o status necessário e a estruturação adequada para continuar avançando e cumprindo o seu papel de proteção às mulheres”, pontua a magistrada.

A desembargadora também fala dos desafios que foram superados pela unidade, principalmente em 2020, quando a Coordenadoria da Mulher teve que adotar estratégias diferenciadas de atuação devido ao isolamento social ocasionado pela pandemia da Covid-19, mas ressalta que foi durante esse período que foram desenvolvidos dois projetos que se somaram às ações de proteção às mulheres no Estado, o Nísia e o Carta de Mulheres. O primeiro trata-se de um aplicativo voltado às mulheres vítimas de violência doméstica que têm processos com medidas protetivas no Judiciário, e foi criado para possibilitar que elas acompanhem o trâmite de suas ações sem que necessitem se deslocar até uma unidade judiciária. Já o canal Cartas de Mulheres foi desenvolvido para apoiar e orientar as mulheres, com espaço aberto para seus relatos, e com o posterior retorno do Judiciário sobre os procedimentos legais para cada caso de violência contra a mulher compartilhado no espaço. A ferramenta encontra-se disponível no site do Tribunal, e também na plataforma do aplicativo Nísia, podendo ser acessada pela própria vítima de violência doméstica ou por outra pessoa com o desejo de ajudá-la, ficando sob sigilo todas as informações prestadas no formulário da ferramenta.

“Diante de todos os desafios superados, e os que estão por vir, nós continuamos com a missão de encorajar as vítimas a quebrarem o silêncio e romperem o ciclo da violência, pois a vida precisa continuar e a violência precisa acabar. O TJPE, através da Coordenadoria da Mulher, seguirá atento e se esforçando sempre na prevenção, no combate e na punição de agressores, além de atuar em políticas de eliminação da masculinidade tóxica, como modo de proteger às mulheres na perspectiva de impedir a reprodução da violência”, afirma.
 

Serviço:

Programação do 10° Aniversário da Coordenadoria da Mulher do TJPE

Data: Segunda-feira (30/8)

Manhã - Início 9h

- Abertura da Solenidade:

Presidente do TJPE, desembargador Fernando Cerqueira;

Coordenadora da Mulher, desembargadora Daisy Andrade Pereira;

Diretor da Esmape, desembargador Adalberto de Oliveira Melo.  

- Apresentação de Vídeo Institucional de Retrospectiva dos 10 anos da Coordenadoria.

- Conferência Magna da ministra do STF, Cármen Lúcia Antunes Rocha. Tema: Desafios do Poder Judiciário na prevenção da violência contra a mulher.

- Lançamento do Vídeo da Campanha de Proteção e Prevenção da Violência Contra a Mulher.

- Homenagens com Entrega de Diploma e Medalha/Selo Comemorativo dos 10 Anos da Coordenadoria da Mulher.

Tarde - Início 14h

- Abertura:

Coordenadora da Mulher, desembargadora Daisy Andrade Pereira.

- Palestra O papel da mulher em clássicos da Literatura. Palestrante: juiz Samer Agi (TJDFT).

- Encerramento.

Confira AQUI a programação na íntegra.

....................................................................
Texto: Micarla Xavier | Ascom TJPE
Arte: Núcleo de Publicidade e Design | Ascom TJPE