Últimas Notícias em destaque Últimas Notícias em destaque

Voltar

TJPE e Esmape dão início ao Festival Nacional de Laboratórios de Inovação do Poder Judiciário (Fest Labs) 2022

O presidente do TJPE, desembargador Luiz Carlos de Barros Figueirêdo, discursa em evento
 
O Festival Nacional de Laboratórios de Inovação do Poder Judiciário (Fest Labs) 2022 teve início na manhã desta quarta-feira (30/11), a partir das 9h, com presença de 86 órgãos da justiça, tribunais estaduais, regionais eleitorais, regionais federais, regionais do trabalho e cortes superiores. Em grande estilo, com direito a manifestações culturais e artísticas de Pernambuco, a abertura do evento ocorreu no auditório da Escola Judicial do Tribunal de Justiça de Pernambuco (Esmape/TJPE), no bairro Ilha Joana Bezerra, no Recife. Um dos destaques da cerimônia foi o lançamento da plataforma RenovaJud desenvolvida pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para promover a integração e a colaboração de todos os laboratórios de inovação existentes no Poder Judiciário. Nos minutos iniciais do evento, houve uma homenagem aos trabalhadores que atuaram na construção da infraestrutura do festival. Confira as fotos do evento AQUI
 
Trabalhadores que atuaram na construção da infraestrutura do Fest Labs são homenageados
Os trabalhadores que construíram a infraestrutura do Fest Labs 2022 foram aplaudidos pelos participantes e pelas autoridades presentes
 
Participando da mesa de abertura do Fest Labs 2022, o presidente do TJPE, desembargador Luiz Carlos de Barros Figueirêdo; o corregedor-geral da Justiça, desembargador Ricardo Paes Barreto: o diretor geral da Esmape, desembargador Francisco Bandeira de Mello, o vice-diretor geral da Escola, desembargador Jorge Américo; a coordenadora da Mulher do TJPE, desembargador Daisy Maria de Andrade Costa Pereira; e a conselheira do CNJ, desembargadora federal do Tribunal Regional Federal da 4ª Região Salise Monteiro Sanchotene; o presidente do TRF5, desembargador federal Edilson Nobre; e o ministro do Tribunal Superior do Trabalho, Cláudio Brandão. 
 
O evento é uma realização do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) e da Escola Judicial de Pernambuco (Esmape), coordenado pelo Instituto de Inovações Aplicadas (Ideias) e tem parceria com o CNJ. O festival conta com a participação de laboratórios de inovação existentes nos tribunais. Ao todo, a Esmape está recebendo 86 tribunais e órgãos do Judiciário: 21 TJs, 20 TREs, 6 TRFs, 20 TRTs, 12 seções federias, além de STF, STJ, STM, TSE, TST e TSE, bem como CNJ, CSJT, CJF.
 
O diretor geral da Esmape, desembargador Francisco Bandeira de Mello, deu as boas-vindas aos inscritos
 
O diretor geral da Esmape, desembargador Francisco Bandeira de Mello, foi o primeiro a discursar no evento. O magistrado deu as boas-vindas aos inscritos e falou dos desafios pelos quais o Judiciário passa em função do cenário digital de constantes mudanças. “O Poder Judiciário tem o desafio de encarar as constantes e profundas mudanças tecnológicas em curto espaço de tempo, sem perder de vista a capacidade de julgar bem os reflexos dessas mesmas mudanças na sociedade. Por isso, temos que decidir sobre esses fatores em tempo acelerado sem abrir mão da reflexão e do amadurecimento. Por outro lado, há maior acesso ao Judiciário devido a esse avanço tecnológico. Para atender à crescente demanda da sociedade, o Poder Judiciário precisa desenvolver novas estruturas flexíveis, inovadoras, compatíveis com esse novo tempo moderno e digital. Temos iniciativas aqui no TJPE que se adequam a essa nova realidade, como o lançamento do projeto Expedito. Com esse evento, damos mais um passo para pensarmos nos caminhos para o futuro por meio da criação coletiva, do compartilhamento, do apoio recíproco e da inovação. Agradeço o apoio do TJPE e do CNJ na realização deste festival”, afirmou Bandeira de Mello.
 
Foto do Ministro do TST, Carlos Brandão, no Fest Labs 2022
"Sempre há o ser humano na origem e no destino de tudo que fazemos no campo tecnológico", disse o ministro Carlos Brandão
 
Em seguida, o ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Cláudio Brandão, falou sobre a importância da inovação e de sua maior missão, que seria atender os cidadãos e as cidadãs. “A homenagem aos operários que criaram a estrutura do festival foi muito importante. Estamos aqui falando de inovação, mas não podemos esquecer as pessoas que tornam tudo isso possível. Tudo que fizermos no campo tecnológico, só tem um sentido, se pensarmos no cidadão brasileiro. Inteligência não é artificial. Sempre há o ser humano na origem e no destino. Vejamos o exemplo do PJe, que foi criado pelo TRF5. Graças a esse sistema, o Judiciário pode trabalhar de forma remota durante a pandemia, atendendo à sociedade de forma célere e eficiente. Vamos manter a mente aberta para o novo e para a colaboração e inovar cada vez mais” declarou. Brandão representou o presidente do TST, ministro Lelio Bentes Corrêa, no evento.
 
O presidente do TJPE, desembargador Luiz Carlos de Barros Figueirêdo, enfatizou que a inovação será primordial para que o Judiciário possa atender aos anseios da sociedade. “A palavra-chave é inovação. Precisamos saber usar os benefícios da tecnologia. Agradeço aos que vieram para cá para olhar para o futuro. Sabemos que o Judiciário tradicional não resolve os problemas do povo. Queremos romper com isso. Há um preceito bíblico por fome e sede de justiça. Justiça tardia não é justiça. Métodos antigos não funcionam mais. Como já falado aqui, temos desenvolvido soluções tecnológicas, como o Expedito. Com esse uso racional da tecnologia, conseguimos uma enorme revolução silenciosa. Com esse evento, esperamos que vocês que são mais jovens pensem em novas soluções.  Então desejo que avancemos juntos nesse novo ambiente colaborativo e inovador”, disse o presidente do TJPE.
 
A conselheira do CNJ, desembargadora federal do Tribunal Regional Federal da 4ª Região Salise Monteiro Sanchotene
 
O lançamento da plataforma Renovajud encerrou a abertura do evento. A apresentação do projeto foi realizada pela conselheira do CNJ, desembargadora federal do Tribunal Regional Federal da 4ª Região Salise Monteiro Sanchotene, com o auxílio do servidor Matheus Becker. Inicialmente a conselheira elogiou a organização do festival na Esmape. “Estou muito impressionada com a estrutura deste festival de inovação. No próximo ano, espero que a nova edição deste festival mantenha o padrão estabelecido pela Esmape. Aproveito a ocasião para enfatizar que é nosso dever fazer da inovação uma política permanente no Judiciário. Por isso, a inovação é uma das metas já definidas pelo CNJ para os próximos anos. E para tornar esse processo mais transparente, lançamos agora aqui neste festival a plataforma Renovajud, que permitirá que qualquer pessoa possa acompanhar a produção dos laboratórios de inovação dos tribunais. Nossa intenção com esse projeto é promover mais intercâmbios e parcerias entre os tribunais e também com agentes externos ao Judiciário”, revelou. O Renovajud ficará hospedado no site do CNJ no endereço https://renovajudh.cnj.jus.br/.
 
Foto da palestrante Letícia Setembro no Fest Labs 2022
Letícia Setembro ministrou a primeira palestra do Fest Labs 2022 e abordou o tema Futurismo e Inovação
 
A primeira atividade do evento ocorreu minutos depois da abertura, com a realização da palestra “Futurismo e Inovação no Poder Judiciário”, com a consultora de Inovação e Tecnologia, Letícia Setembro. Em 40 minutos, ela abordou como pessoas e empresas encaram o futuro e como é importante olhar para essa questão sem preconceitos. "Não podemos olhar para o futuro com os pés enraizados no chão. É preciso se permitir pensar em novas possilidades. Diferente de outros ambientes comerciais em que atuo, o poder público ele tem um poder maior de transformar o futuro e de criar uma sociedade do futuro muito mais potente. Quando observo iniciativas como essa, de centros de inovação se agrupando no Poder Judiciário, imagino um futuro melhor de fato porque esses núcleos não podem estar pensando como no passado, porque precisam não só se adaptar rapidamente às transformações, mas também projetar o futuro. Fico muito feliz em ver que há essa disposição em investir na inovação, em pensar o futuro, e criar uma sociedade melhor", argumentou a palestrante.
 
O Fest Labs 2022 está sendo organizado pelo Instituto de Inovações Aplicadas (Ideias), órgão da Esmape, sob a coordenação do juiz de Direito Faustino Macedo. Executado em formato de festival, com feira de estandes, onde serão apresentados projetos inovadores de todo o Brasil, o festival realizará hoje e amanhã oficinas, palestras, exposições e feira de projetos, incluindo atividades culturais e artísticas, como apresentações de grupos populares de maracatu, frevo e manguebeat. Serão cerca de 450 participantes integrantes do Judiciário brasileiro em lounges, estandes abertos, palcos animados, mesas de conversas, café com debates e a grande arena Judverso. 
 
 O evento está proporcionando uma experiência única: o Judverso, um ecossistema criado com foco em estimular a construção de um Judiciário mais inclusivo, inovador e humanizado. Este espaço foi pensado para possibilitar conversas, trocas de ideias e experiências entre participantes. Para isto, os participantes, estão atuando com avatares (representação digital) e ingressam neste novo mundo interativo e gameficado, adquirindo competências, skills, conhecimentos e habilidades necessárias à transformação da justiça brasileira. Tudo isso durante uma jornada repleta de insígnias, minijogos, desafios e muita participação, além de experiências gastronômicas e culturais. O evento termina nesta quinta-feira (1/12) com a promoção de oficinas e palestras.
 
..............................................................................
Texto: Bruno Brito | Ascom TJPE
Foto: Armando Artonni | K9 Produções