Últimas Notícias em destaque

Voltar

TJPE inaugura reforma na infraestrutura das varas cíveis e humaniza prestação jurisdicional

Presidente do TJPE fala para o público durante inauguração

O presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), desembargador Leopoldo Raposo, inaugurou nesta terça-feira (18/4), a reforma da infraestrutura de seis varas cíveis no Fórum Rodolfo Aureliano, no bairro da Ilha Joana Bezerra, no Recife. A medida tem por objetivo aprimorar a humanização do atendimento jurisdicional, permitindo um contato mais direto dos servidores e juízes com os operadores do Direito e as partes interessadas. Confira mais fotos no Flickr do Poder Judiciário estadual.

Leia mais: TJPE reformula atendimento em varas cíveis visando à humanização de serviços

Com a reforma, foram retirados os balcões de atendimento e as portas de acesso à Secretaria. Os espaços agora possuem recepção, com sofás e poltronas, além de computador para acesso às ações por meio do Processo Judicial eletrônico (PJe). A previsão é de que, até setembro, as demais varas cíveis sejam reformuladas no mesmo formato.
 
Para o presidente do TJPE, desembargador Leopoldo Raposo, humanizar o ambiente de trabalho irá favorecer a prestação jurisdicional.  “A reforma vai valorizar cerca de sete mil pessoas que diariamente transitam no Fórum Rodolfo Aureliano. A humanização significa valorizar as pessoas na sua dimensão de dignidade. É uma iniciativa que servirá de modelo.”  
 
O magistrado enfatizou que não tem dúvidas de que os advogados e as partes, que comparecerem ao Fórum, irão ficar muito satisfeitos com as mudanças. “O Judiciário Pernambucano fica engrandecido por atender a todos de forma respeitosa, dignamente. Atender com fidalguia é a característica do atendimento do Judiciário Pernambucano com a humanização”.
 
Para o juiz Rafael de Menezes, da 8ª Vara Cível da Capital, o novo formato ajuda a aproximar o Judiciário da sociedade. “O fato de haver uma aproximação com os advogados e as partes é muito positivo. Procuramos oferecer humanização e cidadania. Nós, como servidores públicos, estamos aqui para servir e atender o cidadão. Prestar uma jurisdição rápida e efetiva é a missão de todo juiz”, enfatizou.
 
O projeto de humanização das Varas Cíveis compõe o processo de uniformização de rotinas que vem sendo desenvolvido em outras unidades do Tribunal. A reformulação tornou-se possível após a implementação de ações desenvolvidas pela Diretoria Cível e pela Central de Audiências, que permitiram acelerar o andamento dos processos e otimizar o espaço físico das Varas. “Com isso, o Tribunal passa a fazer mais com o mesmo. Não aumentamos a estrutura de trabalho, que permanece a mesma. Mas, com a prática de gestão de rotinas, estamos prestando um melhor serviço à população, com os mesmos recursos”, destacou o juiz Rafael de Menezes.
 
Estiveram presentes na inauguração, o diretor do Fórum Rodolfo Aureliano, Mozart Valadares; o presidente da Associação de Magistrados de Pernambuco (Amepe), Emanuel Bonfim; o defensor público-geral do Estado, Manoel Jerônimo; o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – seccional Pernambuco (OAB-PE), Ronnie Duarte; além dos juízes assessores da Presidência do TJPE, Alberto Freitas, Isaías Lins e João Targino.
..............................................................................................
Texto: Andréa Pessoa | Ascom TJPE
Foto: Assis Lima | Ascom TJPE