Notícias Notícias

Voltar

Diretoria Cível Regional é inaugurada no Agreste do Estado

Representantes do Judiciário e do Executivo descerram placa da inauguração
Representantes do Judiciário e do Executivo descerram placa da inauguração

O Tribunal de Justiça de Pernambuco inaugurou, nessa quarta-feira (30/8), a Diretoria Cível Regional do Agreste. A solenidade marcou o início da realização dos atos de secretaria praticados em processos eletrônicos que tramitam em cinco Varas Cíveis da Comarca de Caruaru, duas varas Cíveis de Santa Cruz do Capibaribe, além das Comarcas de Altinho e Ibirajuba.  

A Unidade vai atender às demandas relativas às ações que tramitam através do Processo Judicial eletrônico (PJe), sistema com mais de 1 milhão de ações cadastradas em Pernambuco. Inicialmente, dez servidores irão atuar na produção de expedientes como mandados, ofícios, cartas precatórias e alvarás; intimações eletrônicas e marcação de audiências, dentre outras atividades inerentes ao andamento das ações eletrônicas. A perspectiva é de que, até o final do ano, o número de pessoas atuando na Diretoria chegue a 20 servidores.

Desembargador Leopoldo Raposo fala sobre a importância
Desembargador presidente em fala a respeito da inauguração da Diretoria

A exemplo das Diretorias Cíveis Regionais e da Diretoria de Família que funcionam no Recife e das Diretorias Cíveis de Olinda e Jaboatão dos Guararapes, a instalação da nova Unidade vai possibilitar maior celeridade no andamento processual das varas. Com a iniciativa, será possível aumentar a produtividade, além de trazer economia à Instituição como destaca o desembargador presidente Leopoldo Raposo. “O Judiciário precisa se reinventar, buscar boas práticas que resultem em benefício para a população. Esse é o trabalho que estamos desenvolvendo atualmente, também prestigiando magistrados e servidores do TJPE”, declarou o magistrado.

Coordenador da Diretoria Cível Regional do Agreste, o juiz Elias Soares fala sobre os avanços proporcionados pelo novo método de trabalho. “A instalação da Diretoria se traduz em produtividade, eficiência e agilidade na prestação jurisdicional. Trará ganhos para as serventias aderentes com a padronização de procedimentos, uniformização de expedientes e produção em escala, já que os servidores da diretoria são especificamente treinados para lidar com o sistema do PJe, contribuindo para a célere solução das demandas judiciais”, pontua.

O juiz Eurico Brandão de Barros Correia Filho, que trabalhou na instalação da Unidade enfatizou o papel da instituição na busca por melhorias no atendimento à população: “O Tribunal de Justiça de Pernambuco vem adotando uma posição de vanguarda, tanto pela preocupação com a humanização do atendimento, com salas para atender adequadamente os advogados e as partes, como com a preocupação em prestar o melhor atendimento com a utilização das novas tecnologias. Então, a Diretoria Cível vem efetivar a prestação jurisdicional de maneira célere, atendendo ao comando constitucional da razoável duração do processo”.  

Futuramente, 22 Comarcas serão atendidas pelo sistema de trabalho desenvolvido na Diretoria Cível Regional do Agreste. A adesão das Varas será feita de maneira paulatina, de acordo com a capacidade da Unidade e da quantidade de servidores. O atendimento ao público acontece das 9h às 18h, em dois turnos, no Fórum Juiz Demóstenes Batista Veras, localizado na avenida José Florêncio Filho, bairro Maurício de Nassau, em Caruaru.

Público assiste a discursos
Magistrados e servidores do TJPE e representantes de diversas instituições acompanharam solenidade

Solenidade – A cerimônia de instalação foi prestigiada por diversas autoridades. Estiveram presentes o 1º vice-presidente do TJPE, desembargador Adalberto Melo; o corregedor-geral, desembargador Antônio de Melo e Lima; os desembargadores Humberto Vasconcelos, Sílvio Neves Baptista Filho, Demócrito Reinaldo Filho e Waldemir Tavares, além dos assessores da Presidência, juízes Alberto Freitas e João Targino; do diretor do Foro de Caruaru, juiz José Tadeu dos Passos; do assessor da 1ª Vice-Presidência, juiz Silvio Beltrão; e do coordenador da Central de Agilização Criminal, juiz Gleydson Lima. Pelo Poder Judiciário estadual, também estiveram presentes o diretor-geral do TJPE, Ricardo Lins; a diretora adjunta da Secretaria de Administração, Paola Freitas; o secretário de Gestão de Pessoas, Marcel Lima; e os juízes Edinaldo Lacerda, Orleide Nascimento e José Faustino.

A prefeita de Caruaru, Raquel Lyra; o procurador municipal Túlio Vilaça Rodrigues; o bispo Diocesano Dom Dino; e membros da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PE): o presidente da Subseccional Caruaru, Felipe Sampaio, o vice-presidente Fernando Santos, o tesoureiro Nemézio Vasconcelos e os conselheiros José Ferreira Netto, Rita de Cássia Farias e Ranieri Coelho William Júnior estiveram presentes. A defensora pública Salete Menezes e o major Josivaldo, da Polícia Militar.
................................................................................................
Texto: Amanda Machado | Ascom TJPE
Revisão: Francisco Shimada | Ascom TJPE
Fotos: Assis Lima | Ascom TJPE