Notícias Notícias

Voltar

Programa “Nupemec Abrindo Portas” promove palestras sobre o Poder Judiciário

Estudantes de ensino médio também participam das visitas

Setenta e dois alunos de Direito das instituições de ensino superior Universidade de Pernambuco (UPE), Centro Universitário Brasileiro (Unibra) e Centro Universitário Maurício de Nassau (UniNassau) participaram de palestras promovidas, em 10 de setembro, pelo programa Abrindo Portas. A iniciativa é do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos do Tribunal de Justiça de Pernambuco (Nupemec/TJPE).

O intuito do programa é desenvolver ações sobre os serviços prestados pelo Nupemec/TJPE e suas unidades. Além disso, busca despertar o vocacional jurídico da sociedade em geral e dos alunos das instituições do ensino médio e superior através de palestras e visitas guiadas, visando a expandir o conhecimento sobre o Poder Judiciário.

Magistrados do TJPE participam do programa

Magistrados do TJPE participam do programa

Na ocasião, os alunos foram recebidos pelo coordenador adjunto do Nupemec, juiz Eduardo Guilliod; pela coordenadora adjunta do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) da Capital, juíza Karina Amorim; e pelo coordenador do Cejusc Capital, juiz João Maurício Alcoforado, que ministraram palestras acerca da apresentação e funcionamento do Núcleo do TJPE. Os magistrados conduziram visitas guiadas pelas instalações, localizadas no Fórum Desembargador Rodolfo Aureliano, na Ilha Joana Bezerra, no Recife.

Função – O Nupemec/TJPE é voltado ao cumprimento da política pública e de suas metas, atuando na interlocução com outros tribunais, entidades públicas e privadas, inclusive universidades e instituições de ensino, subseções da Ordem dos Advogados do Brasil, das Defensorias Públicas, das Procuradorias, do Ministério Público e do Poder Executivo.

O serviço é organizado por uma estrutura formada pelo Fórum Estadual de Coordenadores de Centros Judiciários de Solução de Conflitos e Cidadania (Focejus), pelos Centros Judiciários de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejuscs) e pelas Câmaras Privadas de Mediação e Conciliação, além das Casas de Justiça e Cidadania e do Programa Justiça Comunitária.
....................................................................................
Texto: Marcelo Dettogni | Ascom TJPE
Foto: Cortesia