Ultimas Notícias Ultimas Notícias

Voltar

Justiça promove sessão de cinema para 150 crianças e adolescentes

Crianças na entrada do cinema

A ação foi promovida pelo TJPE, por meio da Comissão Estadual Judiciária de Adoção

Cerca de 150 crianças e adolescentes de 11 instituições de acolhimento do Estado assistiram à sessão de cinema na manhã de quinta-feira (11/10), no Cinemark do Shopping RioMar, no Recife, para comemorar o Dia das Crianças. O filme exibido foi Pé Pequeno. A ação foi promovida pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), por meio da Comissão Estadual Judiciária de Adoção (Ceja).

Essa foi a quarta sessão de cinema realizada pelo Cinemark através do apadrinhamento ao Programa Pernambuco que Acolhe, desenvolvido pela Ceja/PE com o apoio da Assessoria de Comunicação Social do TJPE. A iniciativa começou em 2017 para comemorar o Dia Nacional da Adoção, celebrado em 25 de maio, e o Dia das Crianças, em 12 de outubro.

“Além de proporcionar um dia de diversão para essas crianças e adolescentes que vivem em casas de acolhida, que estão tolhidos de uma convivência familiar, a sessão de cinema também representa um momento de dar visibilidade para eles, que necessitam de apoio. Então, é uma oportunidade não só de promover alegria, mas também de ampliar a convivência em comunidade e isso só é possível porque uma empresa se prontificou a promover o apadrinhamento. É muito fácil apadrinhar essas crianças por meio do Tribunal. Há vários programas de apadrinhamento no Judiciário estadual, e um deles é o Pernambuco que Acolhe que funciona em todo o Estado. Você pode apadrinhar de diversas formas: afetivamente, financeiramente ou profissionalmente de acordo com sua disponibilidade”, pontuou a secretária da Ceja TJPE, juíza Hélia Viegas.

Para Mariana*, 11 anos, que vive na Casa de Acolhida Aconchego, no bairro do Cordeiro, o cinema foi aguardado ansiosamente desde que foi anunciado. “Estou adorando estar aqui. Adoro ver filmes, comer pipoca e vir ao shopping. Meus amigos também estão muito animados para ver o filme e estavam ansiosos para chegar esse dia”, revelou.

A diretora da Casa de Acolhida Aconchego, Micheline Sales, destacou a inclusão social das crianças e dos adolescentes com a promoção da iniciativa. “Há crianças aqui que nunca tinham tido a oportunidade de vir ao cinema ou ao shopping e começaram a ter essa chance a partir do ano passado com a promoção dessa ação. Além da alegria que eles vivenciam, é uma oportunidade que permite que eles sejam vistos e incluídos socialmente”, observou.

Participaram da sessão crianças e adolescentes das instituições Recanto do Adolescente e Recanto da Criança, localizadas no Cabo de Santo Agostinho; Casa de Acolhimento de Olinda; da Ação Social Paróquia Palmares (ASSP) e Lar Heleninha, em Palmares; Vovó Geralda, Casa de Acolhida Aconchego (Antiga Casa do Cordeiro), Acalanto, Aldeias Infantis, Comunidade Rodolfo Aureliano (Craur) e o Lar Paulo de Tarso, situados no Recife.

Ação – O Programa Pernambuco que Acolhe possui diversas formas de apadrinhamento: afetivo é aquele que proporciona vivência social e afetiva por meio da convivência familiar, pois, regularmente pode visitar a criança e levá-la para passear finais de semana em sua companhia; provedor dá suporte material ou financeiro à criança ou à instituição acolhedora; e o profissional, que disponibiliza seu trabalho voluntariamente para atender às necessidades de crianças e adolescentes em situação de acolhimento institucional. Saiba mais sobre o Programa Pernambuco que Acolhe.

..........................................................................................
Texto: Ivone Veloso | Ascom TJPE
Fotos: Assis Lima | Ascom TJPE