Últimas Notícias Últimas Notícias

Voltar

TJPE inaugura 37ª Câmara Privada de Conciliação e Mediação

Imagem mostra reunião virtual onde aparecem pessoas em mosaico de fotos

O Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), por meio do Núcleo de Conciliação (Nupemec), inaugurou, nesta terça-feira (6/9), a Câmara Privada de Conciliação e Mediação da Faculdade Uninassau Caruaru. A unidade é a 37ª instalada no estado, com o objetivo de promover a solução consensual de conflitos mediante a conciliação e/ou a mediação, com atendimento gratuito à população. A cerimônia de inauguração aconteceu de forma virtual com a participação de integrantes do Judiciário e da instituição de ensino.

O presidente do TJPE, desembargador Luiz Carlos Figueiredo, abriu a solenidade falando sobre a importância dessa iniciativa em conjunto com as instituições, que prepara os alunos para a vida profissional, ajuda os professores a transpor o conteúdo da teoria para a prática e, sobretudo, contribui com a sociedade. “Ideias como essas, ideias boas, ideias simples, que são exatamente as que são mais eficazes, precisam sim ser enraizadas pelo estado inteiro.Precisam sim, que a iniciativa privada, formada basicamente pelas instituições de ensino, participem, se mobilizem e se interessem. E com isso, seguimos melhorando a vida dos cidadãos”, destacou.

Na sequência, o coordenador Setorial das Câmaras Privadas de Conciliação e Mediação, juiz Marcus Vinícius Nonato trouxe os cumprimentos em nome do coordenador Geral do Nupemec, desembargador Érik Simões. O magistrado agradeceu a parceria com as universidades, que são fundamentais para o êxito da iniciativa. “Se agrega não só um objetivo maior, que é implantar a cultura da conciliação e da mediação, como também formar profissionais não só da área do direito, mas das áreas diversas dos cursos que são ministrados, para eles também conhecerem essa ferramenta extraordinária que é a utilização da mediação e da conciliação para a resolução amigável de conflitos”, ressaltou.

A reitora do Centro Universitário Uninassau de Caruaru, Aislane Bernardino Silva Belo, falou em nome da instituição de ensino. “Nosso objetivo não é somente mediar e conciliar os diversos casos que irão chegar até a nossa Câmara. Esse trabalho vai além.Temos como meta promover a cultura da paz e do diálogo por meio desse instrumento. Essa conquista só foi possível a partir do somatório de esforços que envolveram toda a nossa equipe. A prática da conciliação mediação é importante não somente para a nossa instituição, professores e alunos, mas sobretudo, para a sociedade em geral”. 

Em seguida, o coordenador Setorial dos Centros Judiciários de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejuscs) do 1º e 2º grau, desembargador Leopoldo de Arruda Raposo defendeu a solução pacífica dos conflitos, encontrada pelas próprias partes envolvidas. “A mediação é um instrumento de confraternização, é um instrumento que restaura os sentimentos de afeição, de respeito, de consideração e de estima entre as partes. O conciliador e o mediador são meros facilitadores. E nessa atividade o mediador busca exatamente transformar aquelas energias belicosas, que antes existiam entre as partes, em ânimos para se encontrar. As próprias partes despertam para a solução daquele problema. Então, é por isso que dizem os estudiosos que a mediação é um sistema doce e amoroso porque restabelece a paz entre as partes”, afirmou o magistrado. 

Ao final da solenidade, foram apresentados dois vídeos mostrando as dependências da nova Câmara Privada de Conciliação e Mediação e o descerramento da placa de inauguração da Unidade. 

Serviço:

Câmara Privada de Conciliação e Mediação - Uninassau Caruaru

Endereço: BR 104, KM 68, nº 1215, Agamenon Magalhães, Caruaru 

Funcionamento: segunda a quinta-feira, das 14h às 18h

Contato: (81) 97906-0824

..............................................................................
Texto: Amanda Machado | Ascom TJPE
Imagem: Ascom TJPE