Ultimas Notícias Ultimas Notícias

Voltar

Tribunal suspende migração para PJe 2.0

Marca do PJe 2.0 nas cores verde, amarela, azul, laranja e branca

Inicialmente agendada para ter início a partir das 19h da quinta-feira (31/5), a migração para a versão 2.0 do Processo Judicial eletrônico (PJe), no Poder Judiciário de Pernambuco, está suspensa. A medida foi tomada com a publicação do Ato 673/2018 da Presidência do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), que suspendeu o expediente nas unidades judiciárias e administrativas de 28 a 30 de maio. 

Leia mais: TJPE suspende expediente e funciona em regime de Plantão Judiciário entre 28 e 30 de maio

Com a suspensão dos serviços, novo cronograma de implantação do PJe 2.0 será publicado após normalização das atividades nas unidades do TJPE. Voltadas a magistrados e servidores, as palestras sobre o uso da versão atualizada do sistema eletrônico, agendadas para segunda (28/5), no Fórum do Recife, e terça-feira (29/5), no Edifício Paula Baptista, também serão remarcadas. 

A indisponibilidade do acesso à atual versão do PJe em uso no Judiciário de Pernambuco, marcada para ocorrer das 19h de 31 de maio às 7h de 4 de junho de 2018 e previamente divulgada, fica cancelada. Ou seja, o acesso ao sistema não será mais interrompido nesse período, que seria utilizado para a mudança da versão.

Mudanças – Já tramitam eletronicamente, no Tribunal de Pernambuco, cerca de 1,3 milhão de processos no primeiro grau e 64,4 mil no segundo grau. Por meio do Comitê Gestor do PJe no TJPE e em virtude na migração do sistema, encontram-se disponíveis, na Wiki do PJe, vídeos e cartilha on-line com as principais mudanças da nova versão do sistema. Confira o material clicando AQUI.

Entre as novidades da versão 2.0 estão o novo painel do magistrado e servidores, a tela de visualização de detalhes dos processos por meio dos Autos Digitais e a tela de login do sistema, além de melhorias de usabilidade e novo layout. O painel novo do usuário conta com diversas inovações, dentre elas a sinalização de processos por meio de etiquetas para adicionar uma anotação ou rótulo para identificação ou classificação de processos. 

Outra mudança significativa é no campo tecnológico. Como o plug-in Java está deixando de ser compatível com os navegadores, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) desenvolveu o PJeOffice, que permite o acesso ao PJe via certificação digital pelo desktop e também a possibilidade de assinatura de arquivos em modo offline.
..........................................................................................................................
Texto: Francisco Shimada – Priscilla Marques | Ascom TJPE
Imagem: Publicidade e Design | Ascom TJPE