Notícias TJPE Notícias TJPE

Voltar

Cartório de Paulista recebe os recém-ingressos na magistratura estadual

Novos juízes visitam cartório

Novos juízes têm aula em cartório da Região Metropolitana do Recife

Considerado como tendo uma gestão cartorária modelo e pioneira, o Serviço Notarial e Registral 1º Ofício de Paulista, conhecido como o Cartório de Paulista, foi visitado pelos dez novos juízes do Curso de Formação Inicial de Magistrados, em 19 de julho. A visita foi acompanhada pelo juiz supervisor da Esmape - Escola Judicial de Pernambuco, Saulo Fabianne, representado o desembargador Eurico de Barros Correia Filho, diretor-geral da instituição.
 
O Cartório de Paulista foi fundado em 1929 e reúne os serviços do Registro Geral de Imóveis (RGI), Registro de Títulos e Documentos Cíveis das Pessoas Jurídicas (RTDPJ) e as Escrituras, Procurações e Atas Notariais (Notas). Tem como gestor, desde 1995, o tabelião Paulo Siqueira Campos. Confira o álbum de fotos no Flickr.
 
“Quando eu cheguei aqui, por remoção, o cartório era um dos piores do Brasil. Era uma desorganização quase total e tinha apenas 16 funcionários. De imediato, implantei a informatização e capacitei os funcionários. Não foi fácil. Eu tive que mudar e aumentar as instalações físicas. Eram apenas 120 metros quadrados”, relembrou o tabelião Paulo Siqueira Campos.
 
Hoje o Cartório de Paulista tem 70 funcionários, a maioria bacharel de Direito. Possui 700 metros quadrados e com disponibilidade para crescimento calculado para mais 20 anos. Todo o acervo documental foi digitalizado. “A informatização foi um avanço muito grande para a população de Paulista que recebe com celeridade a prestação de serviços e para o próprio cartório que pode controlar com eficiência sua documentação”, afirmou Paulo Siqueira Campos.
 
Os recém-ingressos na magistratura estadual conheceram na prática como funcionam os serviços extrajudiciais. O tabelião Paulo Siqueira Campos dividiu a abordagem com o administrador do Cartório, Everaldo Fernandes Neves; com os funcionários Denilson de Queiroz e João Rodrigues, do RGI; Luanda Omena, responsável pelo RTDPJ e Mariana Figueiredo, de Notas.
 
A equipe demonstrou a rotina cartorial, a digitalização de documentos, a legislação, os princípios, exemplificou com casos concretos e esclareceu dúvidas. “Esta é a oitava turma de novos juízes que recebemos e temos uma satisfação imensa de poder dividir o conhecimento. Tenho 55 anos de vivência cartorária e a convicção que temos feito a nossa parte”, disse o tabelião Paulo Siqueira Campos.
 
O Cartório de Paulista funciona das 9h às 17h. Possui digitalização diária, equipamentos modernos que oferecem segurança da informação, capacitação contínua de funcionários e uma política de controle de qualidade 5S: senso de utilização, senso de ordenação, senso de limpeza, sendo de saúde e senso de autodisciplina, além da orientação psicológica semanal para administração de conflitos da equipe.
 
Para o juiz supervisor Saulo Fabianne, “A visita ao Cartório de Paulista tem uma importância fundamental. Porque o juiz decide, faz um expediente para um cartório e pensa que vai ser cumprido da forma que imagina. Cada processo tem um tipo próprio de documento a ser expedido e conhecer a prática cartorária permite uma prestação jurisdicional mais célere”, disse.
...........................................................................................
Texto: Joseane Duarte | Esmape
Fotos: Gleber Nova | Esmape