Notícias TJPE Notícias TJPE

Voltar

José Eduardo Cardozo realiza visita institucional ao TJPE

Ex-ministro José Eduardo Cardozo e desembargador-presidente Adalberto de Oliveira Melo conversam no Gabinete da Presidência do TJPE

No encontro, o advogado José Eduardo Cardozo destacou a relevância nacional dos juristas pernambucanos

O advogado e ex-ministro da Justiça José Eduardo Cardozo realizou uma visita institucional ao Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), na sexta-feira (4/5). No gabinete da Presidência, ele se reuniu com o presidente do Judiciário estadual, desembargador Adalberto de Oliveira Melo; o 1º vice-presidente do Tribunal, desembargador Cândido Saraiva; e o 2º vice-presidente do TJPE, desembargador Antenor Cardoso. Confira mais fotos no álbum do TJ pernambucano no Flickr.

Na reunião, o advogado destacou a relevância nacional dos juristas pernambucanos, além do trabalho, da ética e dos bons serviços prestados pelo TJPE. “O Judiciário estadual pernambucano se destaca no país como um dos mais importantes órgãos judiciais pela história construída há quase dois séculos e pela credibilidade com que julga seus feitos. Encontro aqui servidores e magistrados comprometidos em resolver da melhor forma possível as demandas da população”, afirmou.

O presidente do TJPE, desembargador Adalberto de Oliveira Melo, ressaltou a experiência profissional do ex-ministro no campo do Direito e se disse honrado com a presença dele na Justiça pernambucana. “Muito nos orgulha receber o advogado José Eduardo Cardozo, reconhecido em todo o território brasileiro pela competência e pelos trabalhos desenvolvidos na área jurídica”, afirmou. Também participaram da reunião, o desembargador Alberto Nogueira Virgínio, o assessor da Presidência, juiz João Targino, e o diretor do Foro do Recife, juiz Gleydson Lima.

Currículo – José Eduardo Cardozo formou-se bacharel em Direito, em 1981, pela Pontifícia Universidade Católica (PUC-SP), onde também concluiu mestrado em 1993. Tornou-se procurador do município de São Paulo por concurso público em 1982, licenciando-se do cargo a partir de 1995. Retornou à função em 2016, passando a representar a cidade perante os tribunais superiores, em Brasília (DF). Também, em 2016, passou a atuar na advocacia privada.

Atuou como ministro da Justiça nos dois mandatos de Dilma Rousseff. Em 3 de março de 2016, Cardozo foi exonerado do cargo de ministro da Justiça e nomeado advogado-geral da União, permanecendo no cargo até o afastamento da presidente Dilma Rousseff pelo Senado Federal em 12 de maio de 2016. Atualmente exerce a advocacia num escritório em Brasília.
.............................................................................................
Texto: Ivone Veloso | Ascom TJPE
Foto: Assis Lima | Ascom TJPE