Notícias TJPE Notícias TJPE

Voltar

Presidente do TJPE prestigia celebração em homenagem à Revolução Pernambucana

Solenidade foi realizada em frente ao Palácio do Campo das Princesas

No primeiro plano, um soldado é observado pelo presidente do TJPE

Desembargador-presidente Adalberto de Oliveira Melo representou o Judiciário na solenidade

O presidente do Poder Judiciário estadual, desembargador Adalberto de Oliveira Melo, participou da solenidade de encerramento das comemorações pelo bicentenário da Revolução Pernambucana de 1987, realizada nesta terça-feira (6/3), no Palácio do Campo das Princesas, no Recife. Ao lado do governador Paulo Câmara e do presidente da Assembleia Legislativa (Alepe), deputado Guilherme Uchoa, o magistrado hasteou a bandeira da Insígnia do Governador, durante execução do Hino do Brasil, e acompanhou a entrega de medalhas e o desfile cívico-militar. Confira mais fotos no álbum do TJ pernambucano no Flickr.

"A Revolução Pernambucana de 1817 representa importante período da construção de nossa identidade e de nossa bravura, em um processo de resistência e ousadia no momento em que Pernambuco se tornou uma república independente da colônia e inspirou outras regiões. Que possamos manter o espírito libertador de nossos antepassados, honrando a memória e a luta do jurista José Luiz de Mendonça e de tantas outras figuras inspiradoras, a exemplo de Cruz Cabugá, Domingos José Martins, Padre Roma, Padre João Ribeiro e Gervásio Pires. Que os revolucionários de séculos passados, conhecidos ou anônimos, possam nos inspirar na vivência cotidiana dos ideais de solidariedade, bravura, dignidade e respeito, marcas do povo de nosso Estado. Parabéns, pernambucanos, e viva a Revolução de 1817", declarou o desembargador Adalberto de Oliveira Melo.

Representantes dos três poderes em frente ao Palácio da Campo das Princesas

Representantes dos três poderes em frente ao Palácio da Campo das Princesas

Durante a solenidade, foram entregues comendas a instituições, a exemplo da Companhia Editora de Pernambuco, da Fundação Joaquim Nabuco, da Arquidiocese de Olinda e Recife, das prefeituras do Recife e de Olinda e da Comissão Organizadora do Bicentenário da Revolução. Coroas de flores foram colocadas no Monumento aos Heróis da Revolução Pernambucana de 1817, escultura de Abelardo da Hora, localizada na Praça da República, em frente ao Palácio da Justiça. Foi respeitado um minuto de silêncio em homenagem aos mártires do movimento. O desfile cívico-militar da Polícia Militar de Pernambuco, do Corpo de Bombeiros, do Grupo da Maçonaria e de estudantes da Rede Estadual de Ensino encerrou a cerimônia.
......................................................................................................
Texto e foto (1): Francisco Shimada | Ascom TJPE
Foto (2): Aluísio Moreira | SEI