Notícias

Voltar

Estudantes voluntários do projeto Desenvolvendo a Carreira começam atividades no Judiciário Estadual

Estudantes em frente aos computadores sorriem na foto

Drielly Karine Silva Correia e Elton Franco Diniz da Cruz atuam no 1° Juizado Cível e das Relações de Consumo da Comarca do Paulista

Possibilidade de desenvolver atividades práticas relacionadas à formação universitária, enriquecer o currículo e complementar a carga horária exigida para a conclusão do curso de graduação. Essas são as oportunidades que estudantes voluntários vinculados ao projeto “Desenvolvendo a Carreira – A Prática Profissional no Judiciário” podem adquirir. Até o momento, 50 estudantes voluntários iniciaram as atividades nas unidades judiciárias do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE).
 
Oito Instituições de ensino superior já celebraram convênio com o TJPE. São elas: Faculdade Joaquim Nabuco (FJN); Faculdade Pernambucana de Saúde (FPS); Faculdade de Comunicação, Tecnologia e Turismo de Olinda (Facottur); Autarquia Educacional do Araripe (Aeda), que inclui a Faculdade de Ciências Sociais e Humanas de Araripina (Facisa), a Faculdade de Formação de Professores de Araripina (Fafopa) e a Faculdade de Ciências Agrárias de Araripina (Faciagra); Associação Caruaruense de Ensino Superior e Técnico (Asces); Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (Facape); Faculdade de Ciências Humanas e Exatas do Sertão do São Francisco (Facesf); e a Universidade do Estado da Bahia (Uneb). Mais instituições estão em vias de finalização do convênio.
 
Aluna do sétimo período do curso de Direito da Faculdade Joaquim Nabuco, Drielly Karine Silva Correia foi a primeira estudante a iniciar as atividades no projeto. No dia 25 de abril, a jovem iniciou o voluntariado no 1° Juizado Cível e das Relações de Consumo da Comarca de Paulista. “Eu estou gostando bastante. Tem sido um tempo de grande aprendizado. Todos no Juizado são bem atenciosos, procuram explicar o porquê de cada coisa a ser feita. São diversas funções, como atender as demandas do público e visualizar a movimentação processual, o que permite vivenciar na prática os ensinamentos teóricos”, explica.
 
Para a estudante, a dificuldade de inserção no mercado de trabalho como estagiária tem sido algo recorrente diante de um cenário cada vez mais concorrido. “Eu ainda não consegui estágio, então, achei interessante ser voluntária do TJPE e, além disso, ter uma carga horária extra no meu currículo”, completa Drielly Karine.

O estudante Elton Franco Diniz da Cruz também está atuando no 1° Juizado Cível e das Relações de Consumo de Paulista. “Um dos pontos importantes do estágio é a qualificação. Quando você está ali voluntariamente, já indica que você quer aprender e conta muito para mim o fato de ser um diferencial para o nosso currículo com a expectativa de evoluir como profissional”, diz Elton Franco, igualmente graduando do sétimo período de Direito da Faculdade Joaquim Nabuco.

A chefe de secretaria do 1° Juizado Cível e das Relações de Consumo do Paulista, Maria da Conceição Moraes, é a supervisora dos estudantes voluntários no local. “Para a formação, é essencial essa troca de experiências e o exercício das diversas atividades, pois, fica mais fácil entender a teoria vivenciando ela no cotidiano”, ressalta.

A diretora adjunta da Diretoria de Gestão Funcional da Secretaria de Gestão de Pessoas (SGP), Ailma Cavalcanti, destaca o balanço positivo da vigência do projeto. “As instituições e os estudantes estão muito interessados nas oportunidades. Em pouco tempo, há grande adesão e a expectativa é de ampliá-la. Eles ressaltam a valorização da junção da teoria com a prática, elas se completam e precisam caminhar juntas”, reitera Ailma Cavalcanti.

Desenvolvendo a Carreira: a Prática Profissional no Judiciário – Voltado para a participação voluntária de estudantes no âmbito do Poder Judiciário de Pernambuco, o projeto é regido pela Instrução Normativa 25/2016 e pela Lei Federal 9.608/98, que é a Lei do Serviço Voluntário. É coordenado pela Gerência do Serviço Voluntário, setor vinculado à Diretoria de Gestão Funcional da SGP.

Podem participar estudantes do ensino superior, maiores de 18 anos, matriculados a partir do primeiro período nos seguintes cursos: Administração de Empresas, Biblioteconomia, Ciências Contábeis, Ciência da Computação, Direito, Economia, Educação Física, Engenharia, Enfermagem, Fisioterapia, Medicina, Pedagogia, Psicologia, Secretariado e Serviço Social. Ao término do período de exercício, o estudante receberá o certificado de participação contendo o local e a duração do voluntariado.
...................................................................................................
Texto: Marília Ferreira | Ascom TJPE
Revisão: Ivone Veloso | Ascom TJPE
Foto: Alesson Freitas | Agência Rodrigo Moreira