Notícias

Voltar

TJPE promove reunião com FGV sobre plataforma digital de conciliação e mediação

Pessoas se reúnem para estudar ações e projetos em uma sala, sentados em uma mesa

O coordenador-geral do Nupemec Erik Simões e equipe conversam com especialistas da FGV

Com o objetivo de intensificar o uso da tecnologia para agilizar processos de conciliação e mediação no âmbito do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), representantes do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec) promoveram uma reunião com um grupo de profissionais da Fundação Getúlio Vargas (FGV). O encontro aconteceu no setor de convívio, no 5º andar do Fórum Desembargador Rodolfo Aureliano, na Ilha Joana Bezerra, no Recife, em 19 de agosto.

No encontro, foi apresentada a Plataforma Digital de apoio à realização de conciliações e mediações desenvolvida pela FGV, em 2015, e utilizada em parceria com várias empresas privadas e públicas, como tribunais em todo o país. A plataforma funciona no controle, agendamento e suporte de sessões de mediação/conciliação, bem como para apoiar o tratamento integrado de demandas, com desenho de mecanismo para resolução de conflitos.

“Pela mediação online, o mediador e os mediandos que, por algum motivo, estejam impossibilitados de reunirem-se no mesmo espaço físico, podem debater e negociar suas diferenças em sessões virtuais de mediação, realizadas com o auxílio de softwares que possibilitam a comunicação de voz e vídeo via Internet. A modalidade online segue os mesmos princípios éticos e regras da mediação presencial, com os benefícios de otimizar a logística das sessões e reduzir drasticamente alguns custos, uma vez que possibilita aos participantes resolverem seus conflitos sem sair de casa ou deixar o escritório” declarou a gerente de mediação da FGV, Juliana Loss de Andrade.

Na reunião, foram debatidas as principais demandas conciliadas por meio de ações desenvolvidas pelo TJPE através do Nupemec, dos Centros Judiciários de Solução de Conflitos (Cejuscs), e das Câmaras de Conciliação Privada. Também foi discutida de que forma a plataforma poderia ser implantada no Judiciário estadual pernambucano.

“Foi um primeiro encontro para conhecermos a plataforma e iniciarmos as tratativas de como a modalidade virtual poderia nos ajudar dentro da nossa realidade. Já temos uma outra reunião marcada para o dia 22 de agosto deste ano para debatermos de forma mais detalhada e ser apresentado pela FGV um protocolo de intenções”, afirmou o coordenador-geral do Nupemec/TJPE, desembargador Erik Simões.

Presentes – Participaram da reunião, o coordenador-geral do Nupemec/TJPE, desembargador Erik Simões; o coordenador-geral adjunto do Nupemec, Eduardo Guilliod; a diretora do Nupemec, Tarciana Challegre; a gerente de Apuração da Produtividade e Comunicações, Marcela Barbosa; o gestor de Organização, Métodos e Tecnologias, Edson Roberto Gonçalves Dias; a gerente de mediação da FGV, Juliana Loss de Andrade; e o gerente-executivo da FGV, Carlos Costa.

..........................................................................................................................................
Texto: Ivone Veloso | Ascom TJPE
Foto: Silla Cadengue – Guilherme Guimarães | Cacoete Produções | Ascom TJPE