Ultimas Notícias Ultimas Notícias

Voltar

Prata da Casa: uma homenagem àqueles que contribuem há 25 anos com o Judiciário pernambucano

Arte da premiação Prata da Casa
 

A valorização, o reconhecimento e o agradecimento, por meio de uma homenagem, pelos bons serviços prestados há 25 anos ao Judiciário pernambucano. Este é o objetivo da distinção Prata da Casa concedida a servidoras e servidores pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), por meio da Secretaria de Gestão de Pessoas (SGP). A partir deste ano, a honraria passa a ser intitulada Prata da Casa Maria Valéria Pragana, em memória e como uma justa homenagem à servidora que por muitos anos se dedicou e contribuiu, de forma inovadora, ao TJPE. Na solenidade de 2021, que será realizada no Dia do Servidor Público, 28 de outubro, através do Canal do Youtube da Escola Judicial de Pernambuco (Esmape), 98 integrantes serão agraciados. Confira a lista.

“Quando penso em servidores que deixaram um legado dentro da nossa instituição, o primeiro nome que me vem à mente é o de Maria Valeria Pragana de Oliveira Dias”, afirma o secretário de Gestão de Pessoas, Luís Eduardo Saraiva Câmara. Ele destaca o trabalho desenvolvido por Valéria, que por muitos anos comandou a SGP. “Sempre à frente de seu tempo, com inovação e criatividade, ela ressignificou a atuação de Gestão de Pessoas no TJPE no início dos anos 2000, e promoveu transformações tão significativas que, mesmo 20 anos depois, ainda são de vanguarda”, explica.

Para ele, relacionar esse reconhecimento ao nome de Valéria Pragana, como era conhecida, é um resgate à dedicação, competência, gentileza, ao comprometimento e, principalmente, ao amor dispendido no que se faz. “Valéria representa o modelo do servidor público ansiado pela sociedade:  servir com empatia”, reitera o secretário, que congratula as pessoas homenageadas especialmente neste ano. “Felicito a todos pelos 25 anos de carreira, pelos resultados produzidos e pela saudável convivência institucional. Ao mesmo tempo em que parabenizo pela honra e alegria de terem seus nomes associados ao da nossa querida e inesquecível Valéria”.

Vânia Campêlo Loureiro, lotada na Diretoria do Foro da Capital, será agraciada e traduz sua emoção. “Essa caminhada foi consolidada por dois sentimentos: dever cumprido e gratidão. Dever cumprido por desenvolver minha missão como servidora pública com presteza e dedicação e gratidão por ter conseguido ingressar na carreira pública e realizar tantos sonhos profissionais e pessoais”, afirma. Nestes 25 anos, Vânia estudou no exterior e concluiu um doutorado. Atualmente, é professora de universidade, forma mediadores extrajudiciais e é mediadora. “Tudo isso aconteceu em decorrência, também, da minha experiência profissional na instituição. Eu pude investir em novos conhecimentos e reverter isso em oportunidades de trabalhos no ambiente do Tribunal de Justiça de Pernambuco e fora dele”, explica a servidora que foi gestora do Núcleo de Capacitação e Treinamento da Coordenadoria Geral das Centrais de Conciliação e Mediação do TJPE por oito anos. 

A primeira edição do Prata da Casa foi realizada em 2016. A celebração faz uma analogia ao aniversário de 25 anos de casamento (Bodas de Prata) entre as servidoras e os servidores e o Tribunal de Justiça de Pernambuco em prol da pacificação social e dos serviços prestados à sociedade.

................................................................................
Texto: Cláudia Franco | Ascom TJPE
Arte: Núcleo de Publicidade e Design | Ascom TJPE