Pular para o conteúdo

Notícias

Voltar

Alepe concede título de cidadão pernambucano ao juiz corregedor auxiliar Marcus Vinícius

A Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) concedeu, nesta quarta-feira (23/08), o título de cidadão pernambucano ao juiz Marcus Vinícius Nonato Rabelo Torres, corregedor auxiliar da Corregedoria Geral da Justiça de Pernambuco. A honraria foi proposta pelo deputado estadual Antônio Moraes. A solenidade ocorreu no novo prédio da Alepe, na Rua da União, Bairro da Boa Vista. O corregedor geral da Justiça, desembargador Antonio de Melo e Lima, prestigiou o evento.

Nascido em Salvador, na Bahia, no dia 1º de janeiro de 1966, graduou-se em Direito em 1990, pela Universidade Federal da Bahia e, em 1998, foi aprovado no concurso público de provas e títulos para provimento do cargo de juiz de direito substituto do Tribunal de Justiça de Pernambuco, mudando-se, de vez, para o Estado. É titular da 12ª Vara Cível, seção B, da Comarca do Recife e, desde 2016, atua como corregedor auxiliar da 1ª Entrância.

Além do juiz Marcus Vinícius, compuseram a mesa de honra o deputado Tony Gel, que representou o presidente da Assembleia, deputado Guilherme Uchoa, o vice-presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco, desembargador Adalberto de Oliveira Melo, o corregedor geral da Justiça de Pernambuco, desembargador Antonio de Melo e Lima, e o desembargador Frederico Neves.

“Seu exemplar desempenho como juiz de direito ajudou a construir sua destacada carreira na magistratura pernambucana”, disse o deputado Tony Gel, que presidiu a solenidade. O deputado Antonio Moraes ressaltou os relevantes serviços prestados pelo juiz Marcus Vinícius à sociedade pernambucana. “Ele já tem um vínculo familiar, é filho de pernambucano, e nos municípios onde atuou teve reconhecimento muito grande pelo trabalho desenvolvido, a presteza e a forma de tratar as pessoas. Estamos apenas formalizando algo que ele já sentia, pernambucano”, destacou.

Para o juiz Marcus Vinícius, o sentimento é de profunda alegria pela homenagem. “São 19 anos vivenciando a magistratura em Pernambuco. O sentimento, desde que me mudei para o Estado, é de retorno à origem, ao meu lar paterno. Me sinto grato por tudo o que Pernambuco me deu, a construção da minha vida profissional e, agregado a isso, os amigos que fiz. Este é o maior reconhecimento desta terra que adotei como minha e que me adotou”, afirmou.

Ao agradecer a iniciativa da Alepe, o homenageado revelou que sempre busca tomar decisões com sensibilidade. “Muito importante que o juiz, ao decidir, não olhe a letra fria da lei e sim, todo o contexto que cerca o caso que está posto ao seu exame”, frisou. Marcus Vinicius acrescentou que agora, como cidadão pernambucano, sua responsabilidade aumenta em relação ao Estado.

Além de magistrados, deputados, representantes do Ministério Público, da Defensoria Pública, e de servidores da Justiça, também prestigiaram a solenidade familiares e amigos do homenageado, entre eles, seus pais, Adilson Rabelo Torres e Solange Maria Nonato Rabelo Torres, seu irmão, Adilson Filho, e sua namorada Emannuelle Gouveia Rolim.

.............................................................................................

Texto: Rebeka Maciel | Ascom TJPE

Foto: Agência Rodrigo Moreira