Notícias

Voltar

Ganhadores do I Concurso de monografia jurídica são divulgados

Ganhadores do cocnurso de monografia

Ganhadores do concurso de monografia durante a divulgaçaõ do resultado

A Escola Judicial de Pernambuco (Esmape) divulgou, durante o encontro da série Esmape em dia desta quarta-feira (13), os ganhadores do I Concurso de Monografias Jurídicas Profª Maria Bernadette Neves Pedrosa. O concurso faz homenagem à primeira mulher admitida como docente na Faculdade de Direito do Recife e teve como tema Dignidade da Mulher como Direito Fundamental - Políticas Públicas e Ordem Jurídica.

“Quem conheceu a professora Bernadete Pedrosa na Faculdade de Direito do Recife pode ter a exata dimensão do seu valor de cátedra no que diz respeito ao ensino jurídico. E nada mais do que uma Escola Judicial reverenciar aquela que foi a primeira mulher professora da Faculdade de Direito. Este concurso vem para promover novos estudos multidisciplinares que são muito importantes para os meios jurídico e acadêmico”, afirmou o Diretor Geral da Esmape, Desembargador Jones Figueirêdo Aves.

No primeiro lugar (Prêmio Ouro) foi selecionado o trabalho do magistrado da Vara de Violência contra a Mulher do Cabo de Santo Agostinho, Francisco Tojal Dantas Matos, sobre a vulnerabilidade financeira da mulher como obstáculo ao rompimento do círculo vicioso de violência doméstica. “Foi uma experiência muito gratificante e um desafio fazer esta monografia porque eu fui aprender, expandir minha consciência e aprimorar a prestação do serviço que eu faço no meu dia a dia. Eu sou um apaixonado pelo que faço e digo que esse tema me escolheu. Eu abraço esta causa e estou me somando a todos e todas que lutam por um mundo de igualdade entre homens e mulheres”, disse o magistrado.

O servidor do Juizado Especial Criminal de Garanhuns, Jorge Reinaldo Farias de Almeida Barros, ganhou o segundo lugar (Prêmio Prata) com o assunto sobre políticas públicas de combate à violência contra as mulheres no Brasil e a ordem jurídica. “O resultado para mim foi surpreendente. Eu sempre gostei do assunto e, na pós-graduação, muitos professores tratavam do tema. Eu gosto de me desafiar, então quando veio o concurso, eu me inscrevi. Sentir-se desafiado e reconhecido é o melhor caminho para prosseguir nossos sonhos”, falou Jorge.  

Já o terceiro lugar (Prêmio Bronze) foi para as servidoras lotadas na 2ª Vara de Violência contra a Mulher da Capital, Ana Kelly Almeida da Costa, Maria do Carmo Bezerra de Melo Pontes e Rozeane Leal do Nascimento, que juntas dissertaram sobre mulheres em situação de violência de gênero e o papel da rede de enfrentamento da violência contra a mulher. “Esse tipo de iniciativa é fundamental para instigar os servidores a refletir sobre a sua prática profissional e demonstra o interesse do TJPE em valorizar o trabalho e o aperfeiçoamento desses profissionais, incentivando a produção de material teórico sobre a prática. Ficamos imensamente felizes e emocionadas”, afirmaram as ganhadoras.

O autor do primeiro lugar ganhou passagem de ida e volta para participar do Programa de Treinamento Judicial e Pesquisa em Direito, realizado anualmente pela Esmape em parceria com a Universidade Johann Wolfgang Goethe de Frankfurt, na Alemanha.  Já o segundo receberá o valor de R$ 2.500,00 e o terceiro, R$ 1.500,00. No evento foram entregues aos ganhadores os certificados da premiação.

Confira aqui as fotos do evento.

..................................................
Texto: Cláudia Franco
Fotos: Gleber Nova