Pular para o conteúdo

Navegação do site

Navegação do site

Notícias Notícias

Voltar

Cejusc de Olinda promove cerimônia coletiva de casamento virtual

O Núcleo de Conciliação do Tribunal de justiça de Pernambuco (Nupemec/TJPE), por meio do Centro Judiciário de Solução de Conflitos (Cejusc) de Olinda, promoveu, nesta quinta-feira (9/6), uma cerimônia de casamento coletivo virtual envolvendo 40 casais. A coordenadora do Núcleo, a juíza de Direito Isabelle Moitinho Pinto, presidiu a audiência realizada na plataforma de videoconferência Cisco Wex. A abertura do evento contou com apresentação do Coral do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) e foi prestigiada pelo coordenador geral de conciliação, desembargador Erik Simões. O presidente do TJPE, desembargador Luiz Carlos Figueirêdo, enviou depoimento em vídeo, parabenizando os noivos. O evento contou com transmissão pelo canal da Assessoria de Comunicação no YouTube e foi conduzida pelo assessor de cerimonial do Tribunal, Silas da Costa e Silva.

A juíza de Direito Isabelle Moitinho Pinto foi a primeira a falar com os 40 casais presentes sobre a importância do casamento, as alegrias e desafios da convivência a dois. “Sinto enorme alegria em participar desse momento de realização dos casais. Desejo que todos vocês tenham um casamento duradouro e de felicidade para sempre. Sou juíza em Vara de Família e me deparo com diversas situações. Diante dessa experiência, recomendo muita sensibilidade e calma para vocês que estão agora sob o manto do matrimônio. Não queremos vê-los no futuro em divórcios e separações. Procurem contornar os momentos difíceis da melhor forma possível e tenham uma vida ótima juntos”, declarou a juíza de Direito Isabelle Moitinho Pinto.

O desembargador Erik Simões também enfatizou a importância da colaboração mútua entre os casais e da presença do TJPE na vida dos cidadãos, promovendo eventos como o celebrado. “É um prazer e uma satisfação estar em mais um casamento coletivo. Fico emocionado e feliz em promover e realizar sonhos de diversos casais. Já realizamos diversos casamentos coletivos presenciais. Na pandemia, passamos a realizar cerimônias virtuais como essa. Esse novo formato tem dado certo e estamos garantido direitos ao cidadão e à cidadã. Desejo um casamento longo como dra. Isabelle falou. Para isso, é preciso ter muita compreensão e afeto. São pessoas diferentes que vão conviver diariamente. A colaboração mútua é importante. As duas pessoas envolvidas no casamento são igualmente importantes”, afirmou o magistrado.

O presidente do TJPE, desembargador Luiz Carlos de Barros Figueirêdo, enviou depoimento em vídeo para os noivos. “É uma enorme satisfação estar aqui neste casamento coletivo. Eu fui juiz de família algum tempo. E ainda hoje as pessoas me encontram na rua e se recordam: ‘Foi o senhor quem me casou’. Ai eu digo, brincando: ‘Deu certo? Parabéns para todos nós! Deu errado? Eu não sou o culpado’. Em todo casamento, é preciso que haja união e força de vontade. Vamos fazer com que isso seja o ponto inicial da formação de uma família. Celebrar esta cerimônia é a prova de que o Judiciário está perto do povo, fazendo aquilo que o povo precisa. Sejam felizes juntos e parabéns”, disse o chefe de Judiciário.

O servidor do TJPE e conciliador do Cejusc de Olinda, Alessandro Maia, também falou com os casais sobre a rotina de um casamento baseado nos casos que presenciou no TJPE. 

Em seguida, todos os casais foram chamados separadamente para dizer o tradicional sim para o matrimônio com a câmera aberta, após a pergunta feita pela juíza de Direito Isabelle Moitinho Pinto, questionando se aceitavam casar de livre e espontânea vontade.

O próximo casamento coletivo será realizado no dia 16 de junho no Cejusc de Cabo de Santo Agostinho, às 10h, com a participação de 30 casais. Ontem, o TJPE celebrou um casamento presencial no Cejusc de Pesqueira com 14 casais. No fim deste mês, 84 casais terão dito sim para o matrimônio nas cerimônias promovidas pelo Nupemec.

Em maio, o Nupemec do TJPE realizou 225 casamentos em cerimônias coletivas presenciais. O Cejusc de Vitória de Santo Antão teve o maior público com 73 casais. Durante o mês passado, tivemos cerimônias também no Cejusc de Caruaru com 33 casais, no Cejusc de Fernando de Noronha com 10 casais, no Cejusc de São Lourenço da Mata com 50 casais, e no Cejusc de Arcoverde com 59 casais.

..................................................................................
Texto: Bruno Brito | Ascom TJPE
Foto: Núcleo de TV | Ascom TJPE


Organização

Patrocínio Master

Patrocínio

Apoio