Pular para o conteúdo
 

 

Perguntas e Respostas Frequentes

Voltar

É possível visitar os abrigos para escolher a criança que se pretende adotar?

7. É possível visitar os abrigos para escolher a criança que se pretende adotar?

A visitação com a finalidade de ajuda material e afetiva às pessoas que se encontram abrigadas, sem convívio familiar, sejam crianças ou idosos, demonstra um gesto de solidariedade cristã.

A visitação com a finalidade de "escolha do filho" pode implicar no descumprimento da ordem de prioridade estabelecida para o cadastro, ou em risco de desvio de finalidade.

Ao se cadastrar no Juizado, a pessoa preenche um requerimento que permite a opção pelo sexo, faixa etária, cor de pele, quantidade, se aceita ou não crianças com problemas físicos ou mentais e só será convocado para adotar crianças com as características ali mencionadas.

Por outro lado, as crianças que se encontram abrigadas não são necessariamente órfãs ou abandonadas, mas também, e na sua grande maioria, crianças/adolescentes em situação de risco que têm família e estão abrigadas em caráter provisório, até que seja decidido seu destino pela Vara da Infância e da Juventude, que pode ser o retorno ao(s) genitor (a)(es), acolhida por parentes próximos ou, em último caso, não sendo possível o retorno à família de origem, a adoção.